Mapa da USP mostra mortes e casos de Covid-19 na sua rua e bairros de São Paulo

A pesquisa foi realizada a partir dos dados divulgados pelo DataSus

Redação Publicado em 10/06/2020, às 09h31

None
Mapa interativo do LabCidade da FAU (Foto: LabCidade / FAU / Reprodução via UOL)

O LabCidade (Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade) da FAU-USP (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo) fez um mapa interativo com o número de mortes e hospitalizações por coronavírus em 25 municípios da região metropolitana de São Paulo. A notícia foi dada pelo portal UOL.

+++LEIA MAIS: OMS alerta piora no número de casos do novo coronavírus no mundo; Nova York inicia reabertura

O objetivo é “propiciar uma leitura territorial da epidemia para que estratégias específicas de enfrentamento sejam colocadas em prática, considerando que a Covid-19 não se distribui homogeneamente pelo território e, portanto, estratégias homogêneas não funcionam”, como informou Raquel Rolnik, docente da FAU-USP e coordenadora do LabCidade, ao UOL.

Por mais detalhado que o mapa seja, ele não mostra a totalidade de casos em São Paulo, visto que nem todos eles são registrados em hospitais e nem todas as fichas contêm o CEP (Código de Endereçamento Postal) do paciente - o que impossibilita o uso da informação no site. 

+++LEIA MAIS: Lollapalooza 2020 de Chicago é cancelado por causa do coronavírus

A base de dados utilizada pelo LabCidade é o DataSus (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde), que, segundo Rolnik, removeu os dados por CEP no último boletim divulgado, comprometendo o trabalho que vinha sendo realizado.

"As atualizações [do DataSus] começaram a ser soltas diariamente desde o dia 1 de junho e desde lá, nenhuma base teve a informação do CEP, ou seja, a gente não consegue atualizar o nosso mapa mais", comentou ela.

+++ LEIA MAIS: Pesquisa aponta que casos de coronavírus no Brasil é 7 vezes maior do que divulgado pelo governo

Em nota, o Ministério da Saúde respondeu ao UOL que o CEP é uma informação "sensível já que facilita a identificação do indivíduo" e, por respeitar a Lei de Proteção de Dados — LGPD (Lei nº 13.709/2018), esse tópico foi retirado do banco de dados. "Esta ação contribui para garantir e preservar a privacidade do cidadão." 

Para ver o mapa interativo, clique aqui

 


+++ DELACRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO