Marc Jacobs acusado de plágio

Estilista dos EUA, diretor criativo da Louis Vuitton, pode ter copiado estampa de lenço vendido como souvenir em posto de gasolina

Da redação Publicado em 22/02/2008, às 16h16 - Atualizado em 21/05/2008, às 16h15

À esquerda, lenço de Marc Jacobs; à direita, Göran Olofsson com o lenço original
Reprodução

Um morador da cidade sueca de Arvika planeja processar o estilista estadunidense Marc Jacobs por plágio. De acordo com Göran Olofsson, a estampa de um lenço de Jacobs é virtualmente igual à de uma peça criada por seu pai, Gösta, nos anos 50.

O urso, as pulsátilas (flores) e o brasão são símbolos de Härjedalen, cidade natal de Gösta Olofsson. O lenço original era uma das peças artesanais vendidas na loja de conveniência do posto de gasolina do pai de Göran.

"Acho que ele fez centenas desses lenços", contou Göran ao jornal sueco The Local. Orgulhoso, ainda disse que acreditava que as artes de seu pai estavam à frente de seu tempo.

Göran Olofsson diz crer que como é o único herdeiro de seu pai, merece receber os direitos autorais pela estampa. Além disso, confirma não acreditar que alguém tenha enganado Jacobs e vendido o direito de uso da imagem criminosamente.

"Eu escrevi para ele no fim de semana e ainda não recebi uma resposta", lamentou Göran Olofsson.

Marc Jacobs é dono da grife Marc by Marc Jacobs, e também diretor criativo da Louis Vuitton. É conhecido por colocar em seus desfiles e campanhas músicos como Kim Gordon (Sonic Youth), Michael Stipe (R.E.M), M.I.A e Stephen Malkmus. Sua última campanha é estrelada por Victoria Beckham.