Marc Jacobs nega ter usado ilegalmente logo do Nirvana em coleção

Banda moveu processo contra estilista após design baseado no rosto símbolo da banda

Redação Publicado em 12/03/2019, às 16h50

None
Kurt Cobain e o designer Marc Jacobs (Foto: AP/Evan Agostini/Invision/AP)

Marc Jacobs e Nirvana travam uma batalha judicial em volta do desenho do rostinho feliz que eternizou o trio. O desenho original foi feito por Kurt Kobain e, encimado pelo nome da banda, virou o logo do conjunto. 

Em sua coleção de 2018, Redux Grunge Collection,Marc Jacobs usou um símbolo parecido, com as iniciais "MJ" no lugar dos clássicos "X" nos olhos, e a palavra "Heaven" no lugar de "Nirvana", com a mesma fonte e cor. 

Os responsáveis pelo legado da banda consideram isso como uma infração de direitos autorais, e em dezembro de 2018, abriram um processo contra o estilista. Mas Jacobs nega e disse que a banda não tem direito sobre o logo, já que foi Kurt quem o desenhou. 

Com o objetivo de reforçar sua posição, o estilista garantiu que tanto Courtney Love, esposa de Kurt, e Frances Bean, sua filha, são amigas da marca e apoiaram o uso do logo na coleção, e além disso, não há indicios de que a propriedade intelectual do logo passou para a banda após a morte do vocalista.