Marco Feliciano comenta declarações de Daniela Mercury

O deputado e pastor falou da cantora em entrevista ao Programa Amaury Jr., durante a qual também afirmou: “Homofobia é uma doença, são pessoas violentas ou assassinas, eu tenho é posicionamento”

Redação Publicado em 17/04/2013, às 16h39 - Atualizado às 16h52

Marco Feliciano
Reprodução

O deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) falou ao programa Programa Amaury Jr. a respeito das declarações recentes de Daniela Mercury, que assumiu publicamente um relacionamento com a jornalista Malu Verçosa e criticou Feliciano. “Não sou fã de Daniela, esse é meu posicionamento, eu sinto muito pelo que ela deve estar sofrendo, ela jamais teria sido capa de revista Veja se não fosse este momento, existe oportunismo”, disse ele, que afirmou ainda que “‘homossexualismo’ é um fenômeno comportamental”. As informações são do site da emissora Rede TV!, que exibe o programa.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Minorias, afirmou ainda que não é homofóbico. "Homofobia é uma doença, são pessoas violentas ou assassinas, eu tenho é posicionamento. Sou contra o casamento gay por princípio. Na Constituição Brasileira, a união estável é reconhecida entre homem e mulher. Segundo a Bíblia isso não é casamento”.

Feliciano ainda deu algumas comentou algumas outras falas dele que foram polêmicas: “Nunca disse que os africanos são amaldiçoados e sim que os ancestrais africanos são amaldiçoados. isso está na bíblia e eu creio na Bíblia”. O programa vai ao ar nesta quarta, 17.