Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Grammy Latino

Marina Sena comenta ausência de seu álbum no Grammy Latino: ‘Não teve nem a chance de perder’

Cantora alega que erro na inscrição impediu a participação no prêmio

Marina Sena (Foto: Divulgação)
Marina Sena (Foto: Divulgação)

A lista de indicados a da 24ª edição do Grammy Latino foi divulgada hoje e, como outros nomes do pop nacional, Vício Inerente (2023), de Marina Sena, não foi indicado a nenhuma categoria. 

Após especulações nas redes sociais sobre o que poderia ter deixado o trabalho — que foi muito bem recebido pelo público — de fora da premiação, a cantora veio a público e se manifestou nas redes sociais.

+++LEIA MAIS: Grammy Latino: O que explica a ausência de ícones do pop brasileiro?

+++LEIA MAIS: Grammy Latino anuncia indicados; confira

Por meio de um post no X, Marina Sena explicou que ficou de fora da categoria de Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa, por não ter sequer participado da votação. “Não é pelo simples fato de não ter sido votada, mas sim pelo fato do meu disco não ter tido a chance nem de ter passado pela votação,” escreveu. 

A cantora explica que achava que estava tudo certo na inscrição, mas houve algum erro entre a gravadora e a organização do prêmio, o que fez com que o seu trabalho não pudesse ser avaliado. Marina, no entanto, não especificou qual foi o erro. “Não sabemos onde está o erro. Mas é isso. Vício inerente não teve nem a chance de perder. Triste, mas seguimos a vida.”

+++LEIA MAIS: Grammy Latino: O que explica a ausência de ícones do pop brasileiro?

Em outro post Marina explica que o problema não foi não ter sido indicada, mas não poder concorrer por conta de um erro que ela própria não sabe dizer qual foi.