Blink-182 revela a nova faixa “No Future”, presente no disco California

Mark Hoppus também discute o legado do trio no primeiro episódio de série documental feita pelo Spotify

Rolling Stone EUA Publicado em 23/06/2016, às 11h33 - Atualizado às 17h41

Mark Hoppus, baixista do Blink 182, em cena de documentário sobre a banda

Ver Galeria
(3 imagens)

O Blink-182 revelou nesta quinta, 23, uma nova faixa do próximo disco da banda. “No Future” é a terceira canção de California a ser conhecida e traz os vocais do baixista, Mark Hoppus, e do novo guitarrista do trio, Matt Skiba (substituto de Tom DeLonge, que saiu da banda este ano).

LEIA TAMBÉM

Ouça o primeiro single do Blink-182 após a saída de DeLonge

O Blink mostrou música com 14 segundos que se repetem por 10 horas

Assista ao clipe do novo single do trio, “Bored To Death”

Assim como “No Future”, “Bored To Death” e “Rabbit Hole” também integrarão California, o próximo álbum do Blink-182. Com Skiba e sem DeLonge, o disco sai no dia 1º de julho (o 182º dia do ano) pelo selo BMG, dando sequência a Neighbourhoods (2011) e precedendo uma turnê norte-americana de divulgação.

Ouça “No Future” abaixo.

O Blink-182 também é o tema de uma nova série documental produzida pelo Spotify, chamada The Drop. No primeiro episódio, divulgado esta semana no YouTube, Mark Hoppus discute a inspiração e o processo por trás do novo disco da banda, California, assim como o legado dos ícones do pop-punk.

Entre imagens de pessoas andando de bicicleta, surfando e andando de skate pela Califórnia, nos Estados Unidos, Hoppus começa a discutir a influência da região para a banda e para o novo álbum em particular. “Todas essas pessoas vêm à Califórnia com o sonho e a possibilidade de que qualquer coisa pode acontecer e acontece, mas há também essa parte esquisita e sombria de viver em Los Angeles da qual eu gosto”, explica.

Hoppus fala sobre o quanto a banda se desenvolveu, tendo começado querendo compor “músicas punk, rápidas e pegajosas” e que eles continuaram a esperar que cresceriam como compositores e artistas. Ao trazer Matt Skiba para substituir Tom DeLonge, e o produtor John Feldmann, o trio teve um novo vislumbre do que eles poderiam fazer em estúdio.

“Legado é um assunto muito citado nos últimos anos”, diz o baixista. “Para nós, era importante para caramba continuar criando novas músicas. Nós nunca quisemos e nunca vamos querer nos tornar uma banda de hits do passado.”

Assista abaixo.