Mark Ruffalo, Caetano Veloso e mais pedem para Biden não confiar em Bolsonaro; entenda

Os artistas compartilharam um vídeo para alertar o presidente norte-americano sobre o político brasileiro

Redação Publicado em 13/04/2021, às 10h00

None
Montagem com Mark Ruffalo (Foto: Evan Agostini/AP), Jair Bolsonaro (Instagram/Reprodução) e Caetano Veloso (Foto: Fernando Young)

Mark Ruffalo, o Hulk da MCU se juntou a artistas brasileiros e compartilhou nas redes sociais um vídeo para impedir que Joe Biden confie em Jair Bolsonaro (sem partido) e faça um acordo climático sobre a Amazônia com o presidente brasileiro. (Via Terra)

"Querido Joe, nós sabemos que a Casa Branca está fazendo um acordo climático secreto com Bolsonaro. Nós, brasileiros, devemos te alertar. Não confie no Bolsonaro. Não deixe esse homem negociar o futuro da Amazônia," diz o clipe feito pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

+++ LEIA MAIS: Bolsonaro ameaça 'ir para porrada' com senador Randolfe Rodrigues depois de chamá-lo de 'bosta'

O vídeo continua: "Ele declarou guerra contra nós, contra pessoas indígenas, contra a democracia. Ele está espalhando Covid, mentiras e ódio. Ele é um extremista que disse que sua eleição foi uma fraude. Não confie neste homem. Aqui está o negócio, senhor presidente: é a Amazônia ou Bolsonaro. Você não pode ter os dois. De que lado você está?"

Além do astro da Marvel, a mensagem foi compartilhada por Caetano Veloso, Anitta, Felipe Neto e Gregorio Duvivier. De acordo com o Uol, os dois países devem anunciar um acordo nos dias 22 e 23 de abril, durante uma cúpula sobre o clima.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro reclama de investigações sobre governo na pandemia: 'Completamente direcionada contra mim'

Anteriormente, Ruffalo compartilhou um vídeo sobre o desmatamento da Amazônia e criticou o Bolsonaro por acusar Leonardo DiCaprio de financiar o desmatamento da na região.


+++ LAGUM | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ MAIS SOBRE POLÍTICA: Leite condensado para Bolsonaro, cachaça para Lula: as polêmicas gastronômicas dos governos

Nesta semana, a lista de gastos do governo Bolsonaro com alimentação foi um dos assuntos mais comentados das redes sociais. Em 2020, o poder Executivo gastou R$15 milhões com leite condensado, R$ 7 milhões em bacon e mais de R$ 2 milhões com chiclete - mas as polêmicas gastronômicas não se resumem a este governo. 

+++LEIA MAIS: Após chamar Bonner de canalha, Bolsonaro afirma: 'Vem mentir no Jornal Nacional com aquela cara de pastel'

Os altíssimos gastos públicos com alimentação são pauta na imprensa brasileira há muito tempo, seja com o Jair Bolsonaro, Lula, Dilma ou Temer. No Twitter, o jornalista Luiz Fernando Toledo fez uma thread com grandes escândalos gastronômicos noticiados nos últimos tempos; confira os destaques:

Bolsonaro e os R$ 15 milhões em leite condensado

O presidente Jair Bolsonaro é conhecido por gostar de um prato para o café da manhã: pão com leite condensado - e o valor de R$ 15 milhões gastos com as latas em 2020 surpreendeu. Na lista de compras, o valor do produto consta em R$ 162,00 - muito acima do preço dos mercados.

+++LEIA MAIS: Fábio Porchat chama Bolsonaro de ‘mente diabólica do mal’ e diz que governo incentivou atentado ao Porta dos Fundos

Contudo, a lista de gastos do governo também contou com R$ 2,2 milhões em chiclete, R$ 7 milhões em bacon, R$ 1,8 milhão em geleia de mocotó e até pizza e refrigerante, cuja combinação totaliza R$ 32,7 milhões em 2020.


Lula e a cachaça de R$ 400

Durante o mandato, Lula usou o cartão corporativo para algumas compras que geraram polêmica. Segundo reportagem da Gazeta do Povo, em apenas um dia (19 de fevereiro de 2010), foram compradas com dinheiro público 6 garrafas de vodka Absolut, 6 de uísque Johnnie Walker Black, 6 de cachaça Havana – R$ 400 a unidade – e 18 garrafas de vinho.

+++LEIA MAIS: Lula tira sarro de Bolsonaro e cita acusações contra DiCaprio

A conta de R$ 5 mil foi destinada ao Palácio da Alvorada, residência do então Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, essa não foi a única fez que o ex-presidente usou o cartão para contas altas de bebidas. Segundo a reportagem, em 22 de março de 2010, foram compradas mais 7 garrafas de uísque, 6 de vodka e 5 de cachaça Anísio Santiago – também por R$ 400 e com envelhecimento de 12 anos -, o valor total foi de R$ 4 mil.


Dilma Rousseff e o camarão por R$ 230 o quilo

De acordo com a Gazeta do Povo, Dilma também usou o cartão corporativo para compras de cachaça, vinho e outros itens mais caros. Segundo a reportagem, a então presidenta gastou dinheiro com camarão que custava R$230 o quilo. 

Outro valor alto gasto por Dilma com dinheiro público foi o aluguel de uma lancha por R$30 mil para uso pessoal no carnaval de 2012.

+++Leia mais: Dilma celebra indicação de Democracia em Vertigem ao Oscar 2020: 'A história segue implacável contra os golpistas


Michel Temer e os R$ 4,7 milhões em comida de avião

Segundo reportagem da Exame (via ONG Contas Abertas), o então vice-presidente Michel Temer gastou, em cinco anos, o equivalente a R$ 4,7 milhões em comida do avião presidencial. Foram vários contratos de milhares de dólares para empresas, como os R$70 mil para a RA Caterina LTDA em 2015 e R$ 80 mil para International Meal Company Alimentação LTDA em 2014.

No cardápio das empresas, havia alguns itens requisitados, como sorvetes Häagen-Dazs, camarão, salmão e até caviar.

+++LEIA MAIS: ‘De que lado você está: Amazônia ou Bolsonaro?’, questiona Mark Ruffalo ao divulgar vídeo sobre desmatamento


Pizza e camarão dos deputados federais

Os deputados federais também pagaram pizzas e refeições de frutos do mar com dinheiro público. De acordo com o Correio do Povo, os parlamentares gastaram mais de R$ 80 mil em refeições entre os dias 1º e 5 de março de 2019 - período no qual se comemorou o Carnaval e os deputados tiveram folga do trabalho.

Após o feriado, os deputados pediram reembolso dos gastos. Na época, Bibo Nunes (PSL-RS) apresentou dois recibos que totalizam R$ 176 em uma pizzaria. No domingo de Carnaval, o parlamentar Helio Lopes (PSL-RJ) gastou R$ 145,70 em um restaurante de frutos do mar - e o cardápio foi camarão. 

Confira a thread completa de Luiz Fernando Toledo:

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL