Relembre Mark St John, guitarrista do Kiss morto após ser brutalmente espancado na cadeia [FLASHBACK]

O músico entrou depois de Ace Frehley, na época mais 'séria' da banda, e participou da gravação de Animalize em 1984

Vitória Campos | @camposvitoria (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 05/04/2021, às 18h52

None
Mark St. John (Foto: Reprodução / Wikipédia) e Capa do disco Animalize (Foto: Divulgação)

Mark Leslie Norton, mais conhecido como Mark St. John, morreu há exatamente 14 anos, no dia 5 de abril. O terceiro guitarrista do Kiss entrou na banda em 1984 para substituir Vinnie Vincent, e morreu de forma trágica depois de apanhar na cadeia. 

Mark entrou na banda bem depois de Ace Frehley. Quando virou integrante oficial, o Kiss estava em outra era e não usava mais as maquiagens icônicas. O guitarrista gravou o disco Animalize (1984) e participou do início da turnê, mas desistiu por problemas de artrite grave. St. John participou de apenas um clipe antes de deixar o Kiss, "Heaven's On Fire", famoso vídeo da MTV

+++ LEIA MAIS: Paul Stanley diz que não há motivo para o Kiss fazer músicas novas: 'Fãs querem as antigas'

Além disso, foi diagnosticado com Síndrome de Reiter, doença responsável por extremo inchaço das mãos e braços a ponto de impedí-lo de tocar guitarra. 

No entanto, após a saída da banda, teve uma pequena melhora e conseguiu formar o grupo de metal White Tiger com o ex-cantor do Black Sabbath, David Donato. Durante os últimos anos da vida, voltou a lecionar guitarra em Los Angeles, EUA.

+++ LEIA MAIS: Como Kiss escolheu o nome para a banda? Paul Stanley responde

Em 2006, foi preso por posse de drogas não especificadas. O guitarrista resistiu à prisão e negou as acusações, declarando ser uma armação devido a uma denúncia realizada a um traficante. Mesmo assim, ficou detido durante vários dias no condado de Orange, na Califórnia, EUA. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Durante a detenção, Kevin Taylor, guarda da prisão, orquestrou junto de outros 20 presidiários um brutal espancamento de St. John, durante o qual também foi perfurado com um lápis.

+++ LEIA MAIS: Paul Stanley ficou devastado quando Gene Simmons gravou clássico do Kiss que ele queria

St. John não morreu no momento, porém, saiu da prisão irreconhecível e com a saúde em péssimas condições. Meses depois, com fortes dores de cabeça e no corpo, ocasionadas pelas agressões, morreu aos 51 anos no dia 14 de abril de 2007. 

De acordo com o relatório médico, Mark St. John morreu por hemorragia cerebral, provocada por overdose de metanfetaminas. Contudo, a namorada do guitarrista na época contou uma versão diferente. Afirmou estar com ele na noite anterior ao falecimento, e negou consumo de drogas. Para ela, o espancamento na prisão foi a causa da morte.

+++ LEIA MAIS: Gene Simmons explica por que o rock está morto: 'Não é a falta de talento'

+++ KONAI: 'ESTAMOS EM PRESSÃO CONSTANTE PARA SER O QUE NÃO É NOSSO NATURAL' | ENTREVISTA