Marshall Lytle, baixista do Bill Haley & His Comets, morre aos 79 anos

Indicado ao Hall da Fama do Rock em 2012, o músico sofria de câncer

Redação Publicado em 27/05/2013, às 10h53 - Atualizado às 13h03

Marshall Lytle
Reprodução / Rockabilly Hall

Marshall Lytle, baixista de Bill Haley & His Comets e The Jodimars, morreu no sábado, 25, em New Port Richie, na Flórida, aos 79 anos. A notícia foi dada pelo programa de rádio Rewind Show, de Jimmy Jay. Ele sofria de câncer.

Nascido em Old Fort, na Carolina do Norte, em setembro de 1933, Marshall teve um papel fundamental para a sedimentação do rock e rockabilly na década de 50. Ao lado dos companheiros de Bill Haley & His Comets, o baixista foi indicado ao Hall da Fama do Rock and Roll em 2012.

Ele e Bill começaram a se apresentar juntos ainda em 1951. Marshall era mestre na técnica chamada slap, na qual o baixista puxa e bate nas cordas do instrumento e dá um caráter mais percussivo ao som grave do baixo. A forma cômica como ele tocava também inspirou as gerações posteriores.

Marshall assina como coautor de um dos maiores hits de Bill Haley & His Comets, “Crazy Man, Crazy”, que chegou ao 12º lugar nas paradas norte-americanas.

O baixista deixou o grupo em 1955, por culpa de um desentendimento financeiro entre os integrantes. Já com o The Jodimars, ele experimentou ser membro de uma das primeiras bandas a terem residência em Las Vegas.

Anos depois da morte de Bill Haley, em 1986, Marshall aceitou voltar ao The Comets para uma turnê de reunião.

Em 2009, o baixista lançou um livro de memórias intitulado Still Rockin' Around The Clock. Na mesma época, ele precisou ser submetido a um procedimento cirúrgico para que fosse removida parte de uma de suas pernas.