MC Hammer é preso e afirma que sofreu racismo de policial

Rapper estava em seu veículo quando foi abordado no estacionamento de um shopping

Rolling Stone EUA Publicado em 25/02/2013, às 11h09 - Atualizado às 11h16

MC Hammer lançará site para concorrer com o Google
Foto: AP

MC Hammer foi preso na Califórnia na última quinta, 21, por ser acusado de obstruir um policia, noticiou a CNN. O rapper tornou pública a sua prisão através de uma série de tuítes no sábado de manhã alegando que foi vítima de racismo.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Hammer (que nasceu como Stanley Kirk Burrell) estava sentado em um carro do lado de fora de um shopping em Oakland quando foi interceptado por um policial. “O cara bateu na minha porta, eu abri a janela e ele falou ‘você está em liberdade condicional?’”, relembrou no Twitter.

“Enquanto estava lidando com ele e procurando meu documento, ele foi ao meu carro e tentou me empurrar para fora, mas não conseguiu por causa da dieta de donut... foi cômico para mim até ele arrancar uma arma, soprar um apito e gritar por ajuda!!! Mas sem dúvida ele era perigoso... a única coisa mais perigosa que um homem com medo e com arma é um homem com medo e com uma agenda, uma arma e um distintivo.”

De acordo com os dados policias, Hammer estava em um veículo com registro vencido, e não era documentado como o dono do carro. “Depois de perguntar a Hammer quem registrou o carro ele começou a dar vários argumentos e se recusou a responder as perguntas”, disse o porta-voz da polícia Herb Walters. Hammer foi preso pela suspeita de resistir ao policial e obstruí-lo durante o exercício de sua função. Ele foi fichado e solto, mas deverá voltar à corte no mês que vem.

Hammer concluiu em seu Twitter que o incidente foi “uma aula” e “sinal de alerta”. “Vou agora responder a pergunta dele”, escreveu. “Ao contrário do que ele acredita, não são todas as pessoas negras que estão em liberdade condicional, garoto gordo!!!”