“Me pergunto se poderia ter salvado ela”, diz mãe de Whitney Houston

“Será que fui uma boa mãe?”, questiona Cissy Houston, que irá lançar o livro de memórias Remembering Whitney

Redação Publicado em 24/01/2013, às 11h32 - Atualizado às 12h26

Ao lado da prima, Dionne Warwick (à esquerda), e da mãe, a cantora gospel Cissy Houston (ao centro), depois do American Music Awards, em Los Angeles, em 1987
AP

Vai completar um ano desde que Whitney Houston foi encontrada morta em seu quarto de hotel em Los Angeles, e a mãe da cantora, Cissy Houston (na foto, ao centro), revelou em entrevista à revista People que ainda se questiona sobre o acidente e se poderia ter ajudado a filha a se livrar do uso de drogas que tiveram papel fundamental no ocorrido.

Whitney Houston: a carreira da diva em fotos.

“Será que fui uma boa mãe?”, disse em edição da revista que chega às bancas nesta sexta, 25. “Ainda me pergunto se poderia ter salvado ela de alguma forma. Mas não existe uma manual sobre como ser uma mãe. Você faz o melhor que pode.” Cissy revelou ainda que discutiu com Bobby Brown, ex-marido da filha, e julgou-o culpado pelo acidente. “Ele não ajudou ela, isso é fato.”

Aos 48 anos, Whitney morreu no dia 11 de fevereiro de 2012 depois de se afogar acidentalmente em uma banheira sob efeitos de cocaína. As memórias da mãe serão reunidas no livro Remembering Whitney, ainda sem título em português.