Médico culpado pela morte de Michael Jackson afirma que está morrendo na cadeia

Conrad Murray, condenado a quatro anos em Los Angeles, quer transferência para outra prisão

Redação Publicado em 18/06/2012, às 16h14 - Atualizado às 16h16

Conrad Murray
AP

O médico Conrad Murray, que em novembro do ano passado foi condenado a quatro anos de prisão pela morte de Michael Jackson, pediu transferência de prisão, segundo informou o site TMZ. Segundo a advogada do médico, Valerie Wass, seu cliente diz que caso permaneça na L.A. County Jail, onde está detido, vai morrer pela falta de cuidados.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

“Este é um lugar muito perigoso. Estou morrendo aqui. O sistema tem a intenção de me matar”, disse Murray a Valerie. A advogada contou que Murray só pode tomar banho de sol uma vez por mês, e que só recebe roupas íntimas limpas uma vez por semana. Queda de cabelos, problemas nas unhas e na pele e dores de cabeça constantes preocupam o médico, que teme ter um tumor no cérebro.

Nenhum representante da polícia de Los Angeles vai se pronunciar sobre as declarações do Murray enquanto o pedido de transferência ainda estiver em andamento.