Metallica processa seguradora por prejuízos na pandemia; entenda

Segundo a banda, Lloyd's of London se recusou a indenizá-los pelos prejuízos sofridos após a banda ser forçada a adiar shows na crise

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 11/06/2021, às 09h41

None
Robert Trujillo, James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett, do Metallica (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Metallica processou Lloyd's of London, seguradora britânica, após prejuízos por conta dos adiamentos de shows na pandemia de coronavírus, segundo informações do Ultimate Classic Rock.

No processo apresentado na Los Angeles Superior Court, a banda afirmou como a seguradora se recusou a indenizá-los pelos prejuízos sofridos após ser forçada a adiar seis shows na América do Sul em 2020. Segundo NBC Los Angeles, o grupo alegou quebra de contrato e busca danos não especificados.

+++LEIA MAIS: Jason Newsted não se juntará ao Megadeth, confirma esposa do ex-baixista do Metallica

Em setembro de 2019, Metallica começou uma turnê planejada de oito datas. Seis shows adicionais foram programados para abril de 2020 em Santiago, Chile, mas o processo afirma que as apresentações foram adiadas em decorrência da pandemia.

A ação alega: antes da turnê, o grupo comprou uma apólice de "seguro de cancelamento, abandono e não comparecimento" no caso de parte dos shows serem cancelados ou adiados. Por conta disso, a banda "optou por recorrer ao Lloyd's para a cobertura prometida e razoavelmente esperada para as perdas."

+++LEIA MAIS: Qual livro de Stephen King inspirou disco do Metallica? Kirk Hammett responde

Porém, a seguradora, supostamente, "negou qualquer obrigação de cobertura com base em uma interpretação excessivamente restritiva da apólice," citando uma exclusão de doenças transmissíveis.


+++ URIAS: 'AS PESSOAS ESTÃO COMEÇANDO A ENTENDER MAIS DE MIM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL