Metallica quase demitiu Lars Ulrich em 1986, diz guitarrista do Anthrax

Banda norte-americana repensou a decisão após o acidente que vitimou o ex-baixista Cliff Burton

Redação Publicado em 19/10/2014, às 15h10

Lars Ulrich e James Hetfield tocam no festival de Reading (Inglaterra), em agosto, no qual o guitarrista repetiu várias vezes o movimento simbólico de tocar com o pé na bateria

Ver Galeria
(5 imagens)

O guitarrista do grupo de metal Anthrax, Scott Ian, afirmou que o Metallica quase demitiu o baterista da banda, Lars Ulrich, em 1986. Em entrevista ao site Blabbermouth, o guitarrista afirmou: “A história foi que eles fizeram um plano no qual iriam promover uma mudança e ir atrás de um novo baterista”.

Galeria: uma seleção das mais polêmicas, absurdas e ultrajantes autobiografias do rock.

“Todos nós ficamos muito impressionados com aquilo, porque eles eram quarto caras únicos. Foi tipo, ‘Uou! Sério?’ E eles respondiam: ‘Sim. Quando a turnê terminar, nós vamos encontrar um novo baterista’”, acrescentou Ian. Entretanto, de acordo com ele, a morte do baixista original da banda, Cliff Burton, em um acidente de ônibus na Europa, fez o Metallica repensar a decisão e manter Ulrich na banda.

Lars Ulrich: “Oasis tem sido a trilha sonora da minha vida há 20 anos”.

Ele contou: “Obviamente, a história aconteceu diferente para o Metallica e eles se tornaram uma das maiores bandas do planeta. Então, fico muito feliz com isso tudo... Óbvio que tudo funcionou bem para os meus amigos”, ele concluiu.

Em março deste ano, o Metallica passou pelo Brasil com Lars Ulrich e a turnê By Request, com setlist dos shows escolhido pelos fãs. Em São Paulo, no estádio do Morumbi, a banda norte-americana se apresentou para cerca de 60 mil pessoas, em um dia de chuva forte. Lembre como foi o show do Metallica este ano, no Brasil.