MGMT pode processar partido de Sarkozy

União por um Movimento Popular usou a faixa “Kids” sem autorização

Da redação Publicado em 02/03/2009, às 11h38

A dupla MGMT pretende processar o UMP (sigla para União por um Movimento Popular), partido do presidente francês Nicolas Sarkozy. O partido usou a faixa "Kids" sem autorização, informou a advogada da dupla à agência AFP.

O UMP assumiu ter usado a faixa no congresso e duas vezes durante vídeos online, e ofereceu o valor simbólico de um euro (cerca de três reais) à banda, como pagamento pelo uso. Isabelle Wekstein, que representa o MGMT, afirmou que a proposta é "um insulto", descrevendo-a como "um desrespeito aos direitos dos artistas e autores".

Wekstein declarou que o UMP chegou a pagar uma taxa de 53 euros ao SACEM, órgão responsável por licenciamento de músicas na França, mas que tal pagamento não cobre o uso na internet. Se o partido não firmar um acordo para o pagamento de direitos a Ben Goldwasser e Andrew VanWyngarden, a linha de frente do MGMT, a dupla irá entrar com um processo.

Paralelamente ao caso, o partido do governo defende a aplicação de leis mais rigorosas contra a troca de arquivos pela rede e a pirataria.