M.I.A. divulga faixa inédita em resposta a jornalista do New York Times

"Você pode falar merda para mim, estou acostumada a ouvir. Você me faz mais forte", diz a cantora em trecho de "I'm a Singer"

Da redação Publicado em 31/05/2010, às 13h42

M.I.A. se vinga da jornalista Lynn Hirschberg com faixa inédita
Reprodução/Myspace oficial

M.I.A. ficou realmente irritada com a matéria do The New York Times feita pela jornalista Lynn Hirschberg. Em seu Twitter, a cantora disponibilizou o link para uma nova faixa, "I'm Singer", divulgada em resposta ao texto publicado pelo jornal norte-americano.

A confusão começou na semana passada, quando a matéria foi publicada (leia aqui, em inglês). A jornalista faz um perfil da cantora, indo do nascimento do filho de M.I.A. às críticas políticas que integram suas letras e depoimentos. A cantora deixou claro ter detestado o trabalho de Hirschberg, quando, no dia 27, divulgou o número do celular da jornalista em sua página no microblog - vale dizer que ela tem quase 112 mil seguidores.

No mesmo dia, ainda no Twitter, M.I.A. comentou que uma versão não editada da matéria seria disponibilizada por ela. Cumprindo a promessa, no site da gravadora há trechos do áudio da entrevista. Em um dos trechos da matéria publicada, Hirschberg escreveu:

"Em janeiro de 2009, enquanto a guerra civil no Sri Lanka estava acontecendo, Maya repetidamente se referia a situação como 'genocídio'. 'Não estava querendo ser como Bono', Maya me disse. 'Ele não é da África - eu sou. Estou cansada desses artistas pop que ficam falando 'dê uma chance à paz'. Prefiro dizer 'dê uma chance à guerra'. A razão para eu ter ido ao Grammy era para dizer: 'Hey, 50 mil pessoas morrerão no próximo mês, e esta é a sua oportunidade de ajudar'. E ninguém fez nada."

Na gravação, M.I.A. diz:

"Não era só por mim, eu no Oscar ou eu ir ao Grammy. Isso não significa nada. O grande motivo daquilo era para falar 'Hey, 50 mil pessoas morrerão no próximo mês, e esta é a sua oportunidade de ajudar'. E ninguém fez nada."

Outro detalhe que irritou M.I.A. na matéria foi o fato de a jornalista insinuar hipocrisia em seu comportamento, já que a entrevista foi realizada no Beverly Wilshire, um hotel de luxo em Beverly Hills, enquanto ela comia um prato caro. Lynn escreveu sobre a característica engajada da cantora, que disse querer ser uma forasteira, citando o que ela comia - dando a entender que, na verdade, a artista é uma hipócrita, já que fala dos conflitos e problemas mundiais, mas não abre mão de degustar iguarias finas em restaurantes sofisticados. Na gravação, no entanto, pode-se ouvir que os itens da mesa foram pedidos pela própria jornalista, que disse ainda que a conta ficaria a cargo do New York Times.

A faixa "I'm Singer" foi veiculada também por meio da página da gravadora Neet. "Aos meus fãs, aqui está a verdade, uma canção, e o link para o que realmente importa", escreveu. "Você pode falar merda para mim, estou acostumada a ouvir. Você me faz mais forte com as feridas que eu tenho que lamber", diz a letra. Ouça aqui.