Mia Farrow e o filho Ronan atacam Woody Allen após homenagem no Globo de Ouro

Ator e diretor recebeu o prêmio Cecil B. DeMille, criado para celebrar a carreira de determinado artista

Redação Publicado em 13/01/2014, às 11h25 - Atualizado às 13h28

Mia Farrow
Evan Agostini/AP

A obra de Woody Allen foi justamente homenageada na cerimônia da noite de domingo, 12, no Globo de Ouro, mas a vida pessoal do cineasta, ator e diretor foi alvo de um ataque direto vindo justamente de duas pessoas que fizeram parte dela: Mia Farrow e o filho do casal Ronan.

Com a força de suas atrizes, Trapaça, de David O. Russell, é o grande vencedor do Globo de Ouro 2014.

Diane Keaton subiu ao palco para prestar uma homenagem ao diretor, ao falar sobre as personagens femininas criadas por ele ao longo da carreira – Diane, por exemplo, interpretou Annie Hall, de Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), e Mary, de Manhattan (1979).

No Twitter, outra atriz que trabalhou com Woody – e, no caso, ex-esposa dele –, Mia Farrow, decidiu que também faria uma espécie de “homenagem”, mas bem menos simpática ao diretor. “É hora de pegar um sorvete e trocar de canal para Girls”, escreveu no Twitter a atriz que manteve uma relação com Woody por 12 anos.

Já o filho do casal, Ronan Farrow, pegou ainda mais pesado, na mesma rede social. “Perdi o tributo a Woody Allen”, começou ele. “Eles também colocaram a parte na qual uma mulher confirmou publicamente ter sido molestada por ele aos 7 anos, antes ou depois de Noivo Neurótico, Nova Nervosa?”

A relação conturbada entre Woody, Ronan e Mia Farrow começou justamente com um acontecimento polêmico na vida pessoal do diretor. O casal se separou depois que a atriz descobriu que o diretor estava tendo um relacionamento com Soon-Yi, filha adotiva de Mia - e atual esposa do diretor.

Naquele mesmo ano, contudo, Mia afirmou que outra das filhas adotivas do casal, Dylan, havia sido molestada pelo diretor, em um caso que acabou sendo considerado inconclusivo pela justiça.