Pulse

Michael B. Jordan revela ter feito terapia para sair do vilão de Pantera Negra

O ator viveu o vilão Erik Killmonger no filme da Marvel

Redação Publicado em 07/02/2019, às 12h02

None
Michael B. Jordan no 25º SAG Awards, em Los Angeles (Foto: Willy Sanjuan/Invision/AP)

Michael B. Jordan contou a Oprah Winfrey que o papel de Erik Killmonger em Pantera Negraobrigou o ator a fazer terapia para “se recuperar” da experiência de viver o vilão no filme da Marvel.

Segundo informações da revista People, B. Jordan teria se forçado a ficar muito tempo sozinho para conseguir a introspecção necessária para dar vida a Killmonger.

Leia também: Playlist de Creed 2 - Michael B. Jordan e Florian Munteanu contam suas músicas favoritas de treino

“Eu passei muito tempo sozinho. Tive que me isolar um pouco. Pensei que a infância de Erik provavelmente foi solitária”, explicou.

“Não foi um processo detalhado. Eu fiz o que senti que era necessário ou certo para cada um dos momentos. Mas, por outro lado, eu não tinha um plano de como sair do personagem.”

“Ter me colocado naquele espaço mental de Killmonger o tempo todo acabou me afetando. Foi um pouco difícil me ajustar ao fato de que, na vida real, as pessoas se importavam comigo. Eu comecei a receber todo aquele amor o qual tinha me afastado para pode entrar no personagem.”

“A terapia me ajudou, e muito”, revelou Michael B. Jordan. “As nossas mentes são tão poderosas que elas podem nos levar a lugares os quais nunca fomos antes. Como um homem, às vezes as pessoas acham que fazer terapia seria um sinal de fraqueza.”

Apesar da ótima interpretação do ator em Pantera Negra, ele não foi indicado ao prêmio máximo da indústria cinematográfica. Em contrapartida, o filme está concorrendo ao Oscar de Melhor Filme.

Assista à nossa entrevista com Michael B. Jordan abaixo.