Michael Jackson era obcecado por Diana Ross e ‘deixou os filhos para ela no testamento’; entenda

Cantor conheceu a dona de 'Upside Down' quando estava no Jackson 5

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 21/05/2021, às 10h45

None
Michael Jackson e Diana Ross (Foto 1: AP Photo / Laurent Rebours/ Foto 2: Matt Sayles/Invision/AP)

Segundo o Express, Michael Jackson era obcecado por Diana Ross e até "deixou os filhos para ela no testamento." O Rei do Pop conheceu a dona de "Upside Down" quando estava no Jackson 5 - e desde então foi bastante influenciado pela artista.

J. Randy Taraborrelli, biógrafo e amigo próximo de Michael, escreveu no livro Call her Miss Ross (1989) sobre o primeiro encontro do astro com Diana. "Eu era mais velho. Ele me idolatrava e queria cantar como eu," revelou a cantora.

+++LEIA MAIS: Teoria bizarra diz que Michael Jackson é filho de Diana Ross e Smokey Robinson; conheça

Em Moonwalk (1988), autobiografia de Michael Jackson, o cantor explicou como Diana Ross era "minha mãe, minha amante e minha irmã, tudo em um." Segundo Taraborrelli, os dois não tiveram relações sexuais. Porém, Michael ficou "de coração partido" quando Diana se casou novamente, em 1986, com o multimilionário norueguês Arne Naess - o dono de "Bad" chegou a boicotar o casamento.

Mesmo com os ciúmes, os dois continuaram como amigos íntimos até a morte do cantor em 25 de junho de 2009. Pouco depois da morte de Michael, foi revelado que ele nomeou Diana Ross como a guardiã dos filhos, caso ele e a mãe, Katherine Jackson, morressem. O testamento foi redigido em 2002.

+++LEIA MAIS: Onde está Bubbles, chimpanzé de Michael Jackson?

Stacy Phillips, advogada da família Jackson, explicou o motivo de Diana Ross ser nomeada como guardiã dos filhos do cantor: "Criar filhos era o papel mais importante para Michael Jackson. Colocar Diana como substituta da mãe, não existe nenhuma honra maior."


+++ SUPLA: 'NA ARTE A GENTE TEM QUE SER ESPONT NEO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL