Pulse

Michael Jackson era pedófilo, afirmou a irmã La Toya em entrevista de 1996

O vídeo ressurgiu na internet após a polêmica gerada pelo documentário Leaving Neverland

Redação Publicado em 11/04/2019, às 10h13

None
La Toya Jackson (Foto:Agencia EL UNIVERSAL/Agustín Salinas/AFBV)

Ressurgiu na internet uma entrevista antiga em que La Toya Jackson, irmã de Michael, fala sobre as acusações que começavam a aparecer na época contra ele.

Gravada em 1996 para o programa Inside Edition, do canal CBS, ela afirma que o irmão era pedófilo. Na época em que a matéria foi transmitida na TV, o cantor havia acabado de se divorciar da esposa Lisa Marie Presley, com quem se casou em 1994.

Para La Toya, o matrimônio foi apenas uma forma de desviar a atenção e esquivar das alegações. Ela afirma ter certeza que ele não gostava de mulheres

"Eu o conheço, e sei que ele não se interessa por mulheres. Pelo menos não dessa forma", falou na entrevista. E continuou: "Ele nunca tocaria em uma mulher. Diz que não suporta elas".

O mundo da música e do entretenimento continua abalado por causa do documentário Deixando Neverland. Celebridades têm demonstrado opiniões divididas quanto às denúncias apresentadas no filme.

Desde depoimentos antigos de seguranças que pesam a favor da veracidade dos abusos, à troca de acusações entre o biógrafo Mike Smallcombe e o documentarista Dan Reed, o assunto não cessa em gerar cada vez mais polêmica.

Assista abaixo à entrevista de La Toya Jackson.

A repercussão de Deixando Neverland até agora

Paul McCartney foi um dos últimos a se manifestar, e declarou estar decepcionado com Michael Jackson.

Shmuley Boteach, amigo do astro, pronunciou-se em entrevista à Tracy Grimshaw na última terça, 26, e disse que acredita nos depoimentos de Wade Robson e James Safechuck.

A cantora Diana Ross defendeu recentemente o cantor, e disse que as acusações precisam parar "em nome do amor".

Rudi Dolezal, produtor que trabalhou com o cantor durante muitos anos, a partir de Dangerous em 1992, disse que o rei do pop era ''um predador''.

Drake também optou por excluir da setlist dos seus shows a música "Don't Matter to Me", do disco Scorpion, que tinha vocais de Michael. Grifes como Louis Vuitton também retiraram do catálogo peças que homenageavam o músico.

Os produtores de Os Simpsons não deixaram de tomar um lado, e excluíram de circulação o episódio em que Michael emprestou a voz para um dos personagens.