Pulse

Michael Jackson implorou para ser condecorado Cavaleiro, mas foi ignorado pela Rainha Elizabeth

Segundo Matt Fiddes, antigo guarda-costas do cantor, um dos maiores sonhos do astro do pop era ser reconhecido pela Família Real

Redação Publicado em 08/11/2019, às 11h08

None
Michael Jackson (Foto:AP)

De acordo com uma entrevista concedida por Matt Fiddes, antigo guarda-costas de Michael Jackson, ao Daily Mail em 2015, o cantor tinha um desejo desesperado que nunca lhe foi concedido: ser condecorado Cavaleiro (a nomenclatura Sir, no inglês) pela Família Real.

No depoimento, o segurança contou que Jackson repetia com uma certa frequência o questionamento "Eu sou o maior astro do mundo, por que não sou Sir Michael Jackson? O que está acontecendo?".

+++Leia mais: Michael Jackson é o artista morto que mais lucrou em 2019, segundo a Forbes

"Michael era muito ambicioso, e isso ele nunca perdeu. Mas uma coisa muito importante para ele, que nunca conseguiu, foi o reconhecimento da Rainha", falou. Fiddes também revelou que Jackson, quase como uma estratégia, acreditou por muito tempo que a amizade cultivada com a Princesa Diana facilitaria na realização desse sonho. Mas não foi bem assim.

E ainda acrescentou: "Ele queria muito fazer isso acontecer, então escrevemos cartas e tentamos de várias formas, mas foram todas ignoradas".

+++Leia mais: Elton John lembra de Michael Jackson como "uma pessoa perturbadora" em autobiografia

Aparentemente, o cantor ficou com inveja quando soube da condecoração do diretor norte-americano Steven Spielberg, pois assim percebeu que a honraria não é algo exclusivo para britânicos. 

Entre os vários nomes que aparecem na lista de músicos nomeados Sir, estão Elton John, Mick Jagger, Ringo Starr, Paul McCartney, Rod Stewart, Bono, e o casal Bill e Melinda Gates.