Michel Temer diz que Dilma Rousseff tinha 'honestidade ímpar'

O ex-presidente culpa as manifestações como responsáveis pelo impeachment

Redação Publicado em 29/01/2021, às 16h53

None
Michel Temer (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Em uma entrevista publicada nesta sexta, 29, pela Revista Veja, o ex-presidente Michel Temer afirmou que Dilma Rousseff tinha "honestidade ímpar" e culpa as manifestações de rua como responsáveis pelo impeachment dela. As informações são da UOL.

+++LEIA MAIS: Após chamar Bonner de canalha, Bolsonaro afirma: 'Vem mentir no Jornal Nacional com aquela cara de pastel'

Ele disse: "Ela cometeu crime no sentido institucional, com a questão das pedaladas, que levou à responsabilização política dela. Não cometeu crime no sentido penal. Às vezes se acusa a ex-presidente de uma eventual desonestidade. Convivi com ela, claro que muito decorativamente, mas devo dizer ser de uma honestidade ímpar".

Ainda, Temer falou sobre a acusação de Eduardo Cunha de que ele teria conspirado contra Dilma: "O Eduardo, coitado, não foi o autor do impedimento, e nem eu. Ele teve de levar adiante alguns pedidos de impeachment, que, ao ver dele, eram inafastáveis. Quem derrubou a ex-presidente foram os milhões de pessoas que foram para a rua", falou.

+++LEIA MAIS: Bonner faz imitação sutil de Bolsonaro e presidente responde: 'O maior canalha que existe'

Para Temer, não há chances dele voltar para cargos: "Nenhuma [chance de disputar algum cargo em eleições]. Só se vierem aqui e disserem: 'Você vai ser entronizado presidente da República'. Mas isso é impossível e não é saudável."

Michel Temer foi vice-presidente de Dilma de 2011 a 2016 e assumiu a presidência após o impeachment sofrido pela presidente.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL