Pulse

Mick Jagger foi surpreendido pela urgência da cirurgia no coração, revela Ronnie Wood

Guitarrista dos Rolling Stones conta que a equipe que tratou Jagger elogiou o estado físico do artista de 75 anos

Redação Publicado em 24/06/2019, às 11h28

None
Mick Jagger, dos Rolling Stones, em ação (Vit Smanek / AP Images)

Ronnie Wood, em entrevista ao The Sun, jornal britânico, deu mais detalhes sobre os dois meses mais recentes da vida dos Rolling Stones, iniciados quando Mick Jagger anunciou à banda, e depois ao público, que deveria passar por uma cirurgia cardíaca imediatamente, até o retorno aos palcos, no dia 21 de junho, em Chicago.

Segundo o guitarrista, os médicos que trataram Jagger se assustaram quando vieram o estado físico dele. "Os médicos diziam que nunca haviam operado um atleta de 75 anos. E nós ríamos muito dessa situação."

Embora tenha sido tratada como algo corriqueiro para o grande público, a cirurgia foi recomendada pelos médicos com urgência. Jagger reuniu todos os integrantes dos Stones no quarto para informá-los sobre o ocorrido.

+++ Entrevista: Keith Richards e Ronnie Wood detalham como os Rolling Stones criam um setlist arrasador

"Ele nos chamou no quarto e disse que precisava fazer [a cirurgia] imediatamente. Ele se sentiu mal por isso. Nós dissemos a ele que não precisava se sentir assim, era melhor que ele realmente fizesse isso para que pudéssemos voltar o quanto antes. E agora estamos prontos para voltar, por sorte."

+++ LEIA MAIS: Médicos, monitor cardíaco e desfibrilador: os bastidores dos cuidados de Mick Jagger na turnê dos Rolling Stones

Ronnie completa: "Mick sabia que precisaria tomar conta do seu problema no coração, mas não tinha ideia de que teria que fazer isso tão rapidamente".

A saúde de Mick Jagger, de fato, é assustadora. O vocalista voltou aos palcos 11 semanas depois de uma cirurgia no coração, com um show em Chicago, na última sexta-feira, 21. "Ele é super-humano", avaliou Wood.