Mick Jagger revela não ter dado a mínima para o fim dos Beatles

O vocalista do Rolling Stones afirmou que ninguém deveria se preocupar com a separação de uma banda

Redação Publicado em 27/12/2019, às 16h35

None
Mick Jagger, dos Rolling Stones (Foto: Vit Simanek / AP Images)

Ao contrário dos milhares de fãs que tiveram o coração partido por  John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, Mick Jagger não se incomodou com o fim dos Beatles.

Em uma entrevista à Q Magazine, em 1987, o cantor revelou que ninguém deveria se preocupar com a separação de uma banda, seja ela Beatles ou Rolling Stones.

+++ LEIA MAIS: Como Mick Jagger inspirou o nome do álbum Rubber Soul dos Beatles?

“É ridículo. Ninguém deveria se importar se os Rolling Stones se separaram, deveriam? [...] Quer dizer, quando os Beatles acabaram eu não dei a mínima. Pensei que era uma ideia muito boa”, disse Jagger .

A rivalidade entre as duas bandas não é nenhuma novidade. Durante os anos 1970, Lennon afirmou que os Rolling Stones eram muito “hype” e Jagger era uma “piada”.

+++ LEIA MAIS: Versão restaurada do clipe "A Day in the Life", dos Beatles, mostra Mick Jagger e Keith Richards

“Eu gosto [da dança dele], provavelmente vou ver os filmes dele e tudo mais, como todo mundo, mas, de verdade, eu acho que ele é uma piada”, disse o ex-Beatle, segundo o site Express UK.

Ele completou: "Eu era muito respeitoso com o Mick e os Stones, mas ele disse muitas coisas vulgares sobre os Beatles, as quais me machucaram, porque, você sabe, eu posso provocar os Beatles, mas não deixo  Mick Jaggerprovocar eles”. 

+++ LEIA MAIS: Carta em que Beatles pedem para Mick Jagger atuar em Laranja Mecânica vai a leilão

Apesar dos desentendimentos, Jagger revelou para o The Scotsman, em 2005, que gostava do músico e que antes dele morrer pediu para Lennon telefoná-lo.

“Nós realmente nos tornamos amigos de novo. E, quando ele voltou com a Yoko, ele entrou em hibernação. Quando eu fui visitar alguém em Dakota, eu deixei um bilhete para ele. Eu dizia que morava do lado. ‘Eu não sei se você quer ver alguém, mas se você quiser, por favor, ligue’. Ele nunca fez isso”, disse o músico.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'