Mick Jagger revirou os arquivos dos Rolling Stones e achou as músicas 'terríveis'

Ao ouvir as faixas "Criss Cross", "All the Rage" e "Scarlet", o líder do grupo admitiu que foi contra a ideia de lançá-las

Redação Publicado em 01/09/2020, às 11h39

None
Mick Jagger (Foto: AP)

Ao revirar os arquivos dos Rolling Stones, Mick Jagger revelou que não estava interessado em lançar três músicas que encontrou por lá, porque, inicialmente, as achou terríveis. As faixas, incluindo "Criss Cross", "All the Rage" e "Scarlet", gravada com Jimmy Page, foram inicialmente gravadas durante as sessões do disco Goats Head Soup de 1973, mas nunca foram incluídas no lançamento completo. As informações são da NME

+++ LEIA MAIS: 'Mick Jagger é o único homem com quem eu transaria', afirma Pete Townshend do The Who

As canções, contudo, já foram incluídas como faixas bônus em uma nova versão do disco, que chega nesta sexta, 4. Segundo o astro, quando os chefes executivos do Universal Music Group disseram aJaggerque haviam descoberto as faixas nos arquivos da banda, ele admitiu que foi contra a ideia de lançá-las. "São todas terríveis", afirmou o músico. 

"Essa foi a minha reação inicial. Quer dizer, na verdade, sempre gostei das músicas, mas elas não estavam terminadas". O vocalista dos Stones acabou mudando de ideia quando percebeu que o grupo poderia resolver as imperfeições e finalizar as faixas. 

+++ LEIA MAIS: Moves Like Jagger? Mick Jagger admite ter copiado a dancinha icônica de James Brown

Recentemente, o lendário guitarrista do Led Zeppelin, Jimmy Page, que participa de "Scarlet" relembrou como conheceu os Rolling Stones. Veja aqui

+++ XAMÃ: MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO, DE NIRVANA A TUPAC