Miley Cyrus: “Acho que o álcool é muito mais perigoso do que a maconha”

Em entrevista à Rolling Stone EUA, a cantora fala sobre drogas; “Já vi muitas pessoas se destruírem por causa do álcool”

Rolling Stone EUA Publicado em 19/06/2013, às 09h33 - Atualizado às 19h54

Miley Cyrus
AP

Há alguns anos, Miley Cyrus aprendeu em primeira mão os perigos de ter momentos de descuido na era digital, quando surgiu um vídeo que mostrava ela usando um bong, supostamente para fumar uma substância legalizada chamada salvia – um incidente alvo de brincadeiras por parte dela no Saturday Night Live. Mesmo que não seja exatamente uma santa ao falar do tema na nova entrevista à Rolling Stone EUA, realizada por Rob Tannenbaum, a cantora também não nega o uso.

“Eu fiz uma música com Snoop Dogg chamada ‘Ashtrays and Heartbreaks’, então as pessoas podem juntar as peças por elas mesmas”, disse Miley. “Eu acho que álcool é muito mais perigoso do que maconha – as pessoas podem ficar bravas comigo por ter dito isso, mas não ligo. Já vi muitas pessoas se destruírem por causa do álcool, mas nunca vi isso acontecer por causa da erva.”

Ela acrescenta que usuários de maconha tendem a ser mais relaxados. “Enquanto não for ilegal, há coisas muito mais perigosas. E é legalizado na Califórnia. Então, eu sou muito feliz por morar na Califórnia, um lugar onde você pode ser o que quiser.”

Maconha não é a única substância ilícita que Miley discute durante a entrevista: ela fala de "molly", uma referência ao ecstasy. A forma com que Miley pronuncia uma palavra na mais nova música dela, “We Can’t Stop”, criou rapidamente a especulação de que ela estaria cantando sobre molly, apesar de ela afirmar estar cantando “Miley”.

“Eu tenho sotaque! Então, quando eu digo ‘Miley’, pode soar como ‘molly’”, diz ela. “Não é permitido falar ‘molly’ no rádio, então, obviamente é ‘Miley’. Eu sabia que as pessoas iriam querer saber o que estou dizendo nesta música.”

Não que o nome dela, Miley, seja livre de conotações ligadas a drogas. “As pessoas se referem [a cocaína] como ‘Miley Cyrus”, diz ela, citando um verso de Rick Ross na música de Meek Mills chamada “Believe It”. “Meu nome é usado em músicas de hip-hop para significar isso. Então, mesmo se eu estiver dizendo ‘Miley’, as pessoas ainda vão achar algo errado.”