Miley Cyrus pede desculpas por comentários polêmicos sobre o hip-hop

"Minhas palavras se tornaram divisórias em uma época na qual união é crucial", escreveu a cantora sobre a controvérsia de 2017

Redação Publicado em 12/06/2019, às 16h07

None
Miley Cyrus (Foto: Ap Images)

Miley Cyrus é dona de algumas boas controvérsias acumuladas ao longo da sua carreira musical. E na última terça, 11, a cantora buscou reparar o dano causado por comentários mal recebidos pelo público sobre o hip-hop.

Em 2017, ela deu uma entrevista para a Billboard na qual, após elogiar a letra de "Humble", do rapper Kendrick Lamar, disse estar cansada do universo do rap que só canta sobre carros, jóias, sexo oral e mulheres: "Foi isso que fez eu me afastar da cena do hip-hop".

Foi especificamente essa frase que gerou revolta em muita gente, principalmente em artistas e pessoas que acompanham e realmente fazer parte desse universo, que acharam falta de respeito e de noção ela se inserir (e se retirar) dessa forma em uma cultura que não a representa.

+++Depois de criticá-lo, Miley Cyrus voltará ao hip-hop

Agora, dois anos depois, Miley se desculpa pelo caso. O canal do YouTube As Told By Kenya publicou, em 31 de março, um vídeo relembrando o acontecimento e chamando a cantora de "problemática". Nos comentários, o canal oficial da estrela escreveu um texto de redenção, aparentemente escrito por ela mesma.

"Gostaria de começar pedindo desculpas. Assumo a responsabilidade de que dizer '...isso que fez eu me afastar da cena do hip-hop' foi insensível, pois é um privilégio ter a possibilidade de entrar e sair 'da cena'. Sei das décadas de desigualdade, mas ainda tenho muito o que aprender sobre isso. Silêncio é uma parte do problema, e me recuso a permanecer quieta."

E completou: "minhas palavras se tornaram divisórias em uma época na qual união é crucial. Eu não posso mudar o que falei, mas posso dizer que sinto muito pela desconexão que minhas palavras causaram. De forma mais simples: eu errei, e peço sinceras desculpas. Estou determinada em usar minha voz para curar, mudar e representar o que é certo."

+++Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos