Miley Cyrus pede liberdade aos mamilos no Twitter

A cantora tirou a blusa para apoiar a causa dos direitos das mulheres e o filme Free the Nipple

Rolling Stone EUA Publicado em 17/12/2013, às 12h31 - Atualizado às 12h44

Miley Cyrus free the nipple
Reprodução / Twitter

Miley Cyrus, que em algumas ocasiões se mostrou avessa ao uso de roupas, tirou a roupa no Twitter para defender o direito das mulheres de mostrar os próprios seios. O gesto fez parte da campanha do filme Free the Nipple. Ela tuitou uma foto em que faz um quase topless com dois corações estrategicamente posicionados desejando “Feliz Natal”.

A evolução de Miley Cyrus: de menina da Disney a garota selvagem.

"OBRIGADA, NY, por ser um dos poucos estados a @freethenipple" (algo como @liberteromamilo), ela escreveu posteriormente. “Não se trata de mostrar os peitos, é uma questão de igualdade.”

Na capa da Rolling Stone Brasil: Miley Cyrus, a garota mais selvagem do pop, sabe exatamente o que você pensa dela – e não está nem aí.

Cyrus mencionou Nova York porque a Corte de Apelações do Estado determinou em 1992 (o ano do nascimento de Miley, aliás) que mulheres têm a permissão de ir sem a parte de cima da roupa a qualquer lugar onde os homens possam ir assim também. Embora a polícia tenha detido em Nova York uma mulher em outubro, algumas citam a regra para evitar prisões. Uma delas, Jill Coccaro, foi bem-sucedida ao processar a cidade em 2005 e recebeu uma compensação de US$ 29 mil. Atualmente, 17 estados norte-americanos ou têm legislação ambígua sobre o tema ou banem a prática de imediato, segundo informações do site GoTopless.org. O site revela que no estado natal da cantora, Tennessee, “a mera exibição de seios femininos em local público é ilegal de acordo com a legislação local”.

O filme citado pela cantora, Free the Nipple, questiona coisas como “O que é mais obsceno: violência ou um mamilo?” e “Como mudamos as leis de censura nos Estados Unidos?” em um trailer sem censura. O vídeo ainda convoca “Junte-se à evolução” e mostra mulheres correndo por Nova York com um cover de “Good Vibrations”, dos Beach Boys. A direção é de Lina Esco, que atuou ao lado de Cyrus no filme Lola, de 2012.

2013 foi o ano em que Cyrus se revelou como a jovem mais selvagem do pop, como descreveu a capa feita pela Rolling Stone neste ano depois de performances chamativas no VMA e no EMA e, claro, no clipe de “Wrecking Ball”. Agora ela planeja uma turnê do disco Bangerz, que deve acontecer em 2014.