Milhões de pessoas devem participar de raves ilegais na virada no Reino Unido

De acordo com a Night Time Industries Association, os eventos devem sobrecarregar a polícia e os serviços de emergência

Redação Publicado em 31/12/2020, às 15h30

None
Ano Novo em Londres, 2003 (Foto: Getty Images / Graeme Robertson)

Milhões de pessoas devem participar de mais de 5 mil raves ilegais entre os dias 31 de dezembro e 3 de janeiro no Reino Unido, segundo uma nova pesquisa do Night Time Industries Association. (Via NME)

Com os clubes fechados devido à pandemia de Covid-19, Michael Kill, o CEO da associação, acredita que o governo britânico subestimou as consequências das medidas de restrição e prevê que as reuniões ilegais devem oferecer um grande risco de “sobrecarregar a polícia e os serviços de emergência”. 

“Existe uma preocupação crescente da indústria de que o governo subestimou o impacto das restrições na véspera do Ano Novo, o que resultará em um grande número de festas ilegais e aglomerações em massa", disse Kill.

O CEO explicou que muitos organizadores de festas ilegais se acomodaram com as multas e utilizaram “sistemas de aplicativos seguros e sofisticados” para enganar a polícia local e ainda afirmou que o governo deve controlar a situação com alertas sobre os riscos das festas ilegais. 

Sasha Lord, conselheiro da economia noturna de Manchester, também se manifestou sobre o assunto e disse: “Eu peço para todos aqueles que consideram organizar uma festa ou comparecer a uma reunião para pensar sobre aqueles ao redor que podem estar vulneráveis a Covid-19 e colocar a saúde e segurança em primeiro lugar”.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++SHOWS QUE PERDEMOS EM 2020 | ROLLING STONE BRASIL