Milton Nascimento e Criolo reinventam ‘Não Existe Amor em SP’ de modo emocionante para ajudar pessoas vulneráveis da cidade

A versão inédita foi lançada com um clipe dirigido por Denis Cisma e Beto Macedo

Redação Publicado em 24/04/2020, às 20h45

None
Milton Nascimento e Criolo (Foto: Fred Siewerdt)

Milton Nascimento e Criolo estrearam nesta sexta, 24, uma versão emocionante da música “Não Existe Amor em SP”, lançada pelo rapper em 2011. A interpretação da canção,  acompanhada pelo pianista Amaro Freitas, é acompanhada do clipe dirigido por Denis Cisma e Beto Macedo.

+++LEIA MAIS: Como os Rolling Stones criaram ‘Living In a Ghost Town’ em 10 minutos e adaptaram para a quarentena

O clipe foi gravado em estúdio entre os dias 4 e 5 de março e conta com diversas imagens feitas durante o isolamento social - tudo para chamar atenção para os brasileiros que vivem em situação precária.  

O lançamento da campanha aconteceu por meio de projeções em edifícios de São Paulo e o objetivo é ressignificar o título da faixa para incentivar doações às organizações É de Lei, SP Invisível, Arsenal da Esperança, entre outras. 

+++LEIA MAIS: Você pode ajudar vítimas do coronavírus… Ouvindo Spotify

O projeto “Existe Amor”, além de EP com quatro faixas e lançamento previsto para maio de 2020, também é a campanha de um fundo solidário para a população em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia de coronavírus.

“Esse projeto pra mim é como um sonho. Depois de tantas coisas maravilhosas que eu vivi nestes mais de cinquenta anos de carreira, nunca pensei que fosse ter o privilégio de participar de algo tão intenso como este”, disse Milton Nascimento sobre o projeto.

++++ LEIA MAIS: O que as pessoas estão ouvindo de música durante a quarentena?

Criolo também comentou sobre a campanha: “Mais uma vez, a arte se apresenta como instrumento de humanização e sensibilidade em um momento de crise. É a exaltação da importância das questões humanitárias, já que nos extremos e em todas as favelas do Brasil, o estado de calamidade pública existe durante o ano todo. E o que fica de lição deste momento é que nós temos sim força para transformar tudo em algo bom, em algo melhor”.

O músico continuou: “Passaremos por isso e estaremos mais atentos ao tanto de necessidade que os lugares mais frágeis da sociedade brasileira tem passado. Que possamos nos unir e não esquecer dessa dura passagem de nossas vidas, que possamos tornar isso energia de solidariedade e de construção de um mundo menos desigual. Só o amor, através da compreensão, compaixão e trabalho, pode oferecer essa mudança. E a arte é ferramenta fundamental deste processo”.

Assista à versão inédita abaixo:


+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL