Moacyr Franco revela ter sido assaltado e agredido aos 83 anos: ‘Não há nada mais covarde do que isso’

Ator também falou sobre não ser reconhecido como artista mineiro

Redação Publicado em 01/10/2020, às 09h38

None
Moacyr Franco (Foto: Reprodução)

Em publicação no Instagram, Moacyr Franco revelou ter sido assaltado e agredido aos 83 anos. De acordo com o artista, além de sofrer abuso físico, ele também foi a todo momento ameaçado pelos assaltantes. A informação é do Metrópoles.

"Outro dia fiquei na mão de um assaltante. Nossa, apanhei tanto, escutei tanto desaforo. Ele me deu um chute… Não há nada mais covarde do que isso, né? Você pode escolher: reagir ou morrer", afirmou Franco em vídeo. "Ou as duas coisas. É muito difícil se acostumar com os tapas da vida. Acho que não dá para acostumar".

+++LEIA MAIS: Roberto e Erasmo Carlos perdem ação em que tentavam recuperar posse de 72 músicas, incluindo clássicos

Além de relembrar o acontecido, o artista falou sobre o futuro: "Meu futuro é horroroso. Não consigo pensar em coisa boa, entendeu? Mas que seja bem-vindo o futuro". "Tomara que ele venha todo dia. Todo dia tem futuro. A geladeira está lotada de futuro fresquinho. Tomara que venha", continuou. "Agora, do passado não dá para fugir. Eu, quando pintam (na memória) umas lembranças ruins, eu tento esconder".

Ao final do desabafo, Moacyr Franco se mostrou frustrado por não ser reconhecido como cantor de Minas Gerais. "Se você pedir a qualquer mineiro para citar cem artistas mineiros, eu não vou estar no meio. Não tem", explicou. "É engraçado. Para eles, eu não sou mineiro. E para mim eu sou cada vez mais".


+++ HOT E OREIA: 'VIRAMOS ADULTOS, MAS AINDA BUSCAMOS POR ESSA CRIANÇA DO COMEÇO'