Monsters of Rock 2015: sob sol forte, latinos do De La Tierra dão abertura digna ao festival

Em ode à América do Sul, banda empolgou quem chegou cedo no Anhembi

Thiago Neves Publicado em 25/04/2015, às 13h43 - Atualizado às 14h41

De La Tierra se apresentou no Monsters of Rock neste sábado, 25

Ver Galeria
(4 imagens)

Ao meio-dia deste sábado, 25, pontualmente, o grupo latino-americano De La Tierra subiu ao palco para uma incendiária performance. Capitaneados pelo argentino Andrés Giménez (ex-A.N.I.M.A.L.), o grupo fez questão de transmitir ao público todo o orgulho que sentiam por serem uma das únicas bandas do continente a tocar nesta edição do Monsters of Rock, que acontece na Arena Anhembi.

Monsters of Rock 2015: “Hermanos” do De La Tierra provocam, mas promovem integração com metal em portunhol.

O show do De La Tierra, que abriu as atividades do dia, reuniu um bom público, que vibrou com o primeiro solo do brasileiro Andreas Kisser em “Somos Uno”, canção que deu início ao repertório. Além do guitarrista brasileiro, o grupo contou com a presença do baixista argentino Sr. Flavio (Los Fabulosos Cadillacs) e do baterista mexicano Alejandro González (Maná). Apesar da multinacionalidade do grupo, a proposta do De La Tierra é afirmativa, tanto nas letras das músicas quanto nas falas entre elas. A banda defendeu a necessidade de se posicionar como um grupo latino, que canta em espanhol e que não deve nada a nenhuma das atrações oriundas do hemisfério norte.

Monsters of Rock 2015: “Vamos despertar a loucura ao nosso redor”, diz vocalista do Coal Chamber.

“É muito importante para nós vir ao Brasil”, afirmou Giménez, antes de passar o microfone para Kisser explodir a plateia ao cantar “Polícia”, faixa do clássico Cabeça de Dinossauro, do Titãs. Com compasso rápido e guitarras que não poupavam distorções, o grupo deu sequência ao show em que mostrou grande parte dos singles do autointitulado álbum de estreia, lançado em 2014.

Amigo de Deus e de Justin Bieber, Ozzy Osbourne dá show de comédia durante entrevista em São Paulo.

O tema da violência no continente continuou com a performance de “San Asesino”. Em seguida, o vocalista ergueu o punho para cantar “Chaman de Manaus”. Inquieto, Giménez deixou o palco para entoar “Cosmonauta Quechua”. Em contato direto com o público, o vocalista reafirmava, constantemente, em portunhol, a importância daquele momento. “Temos que nos unir”, dizia o argentino. Vestidos de preto e provavelmente exaustos, os integrantes agradeceram o respeito de quem lá estava. Em apresentação sólida e cativante, o De La Tierra deixou o palco do Monsters of Rock com data para voltar ao Brasil. A banda se apresentará no Rock in Rio, em setembro.

O Monsters of Rock 2015 acontece na Arena Anhembi, em São Paulo, nos dias 25 e 26 de abril. A Rolling Stone Brasil está acompanhando o festival e faz a cobertura completa no site, Twitter, Facebook e Instagram.