Morre Anita Lane, responsável por sucessos de Nick Cave, aos 61 anos

Compositora escreveu grandes sucessos ao lado do artista, além de namorá-lo por um tempo

Kory Grow | Rolling Stone EUA. Tradução: Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 28/04/2021, às 22h15 - Atualizado às 23h58

None
Anita Lane (Foto: Reprodução / Instagram)

Cantora, compositora e co-autora de algumas das canções mais memoráveis de The Birthday Party e Nick Cave and the Bad Seeds, Anita Lane morreu aos 61 anos. A Rolling Stone EUA confirmou a morte, mas a causa e a data ainda não foram reveladas.

Como compositora do Birthday Party e do Bad Seeds, tinha um talento especial para escrever letras misteriosas e mórbidas, vistas como cartões de visita dos primeiros trabalhos de Nick Cave. Ele ainda canta algumas das canções do Bad Seeds compostas por Lane, como "From Her to Eternity" e "Stranger Than Kindness."

+++ LEIA MAIS: Nick Cave revela qual música gostaria que tocasse em seu próprio funeral

Os detalhes da vida de Lane antes de conhecer Cave são confusos. Quando tinha 17 anos, em 1977, foi apresentada a ele pelo guitarrista Rowland S. Howard, colega de banda de Cave na época do Boys Next Door. Lane estava estudava Belas Artes no Victorian College of the Arts de Melbourne, na Gallery School, de acordo com a biografia de Cave, Bad Seed, escrita por Ian Johnston. Foi expulsa três meses depois por não ter aparecido nas aulas, mas encontrou um novo lar na cena florescente do punk da cidade.

"Todo mundo veio à vida do punk rock, de todo aquele sentimento da época," disse ao Melody Maker em 1988. "Foi engraçado para nós, porque não éramos pobres, da classe trabalhadora ou muito chateados. O que éramos? Não sei. Nunca me importei com o que as pessoas estavam fazendo ou qual era a moda. Meus gostos estavam na moda, e provavelmente os de Nick também. Chegamos acidentalmente a tempo."

+++ LEIA MAIS: Nick Cave lança livro com fotos raras, letras de música e rabiscos sujos; veja imagens exclusivas

Lane e Cave logo se apaixonaram e, em pouco tempo, ela começou a escrever com ele. Quando os Boys Next Door se tornaram Birthday Party e foram para Londres, Lane se mudou com eles. A primeira colaboração foi "A Dead Song," um número com imagens abstratas como "with words like blood and soldier and mother" (em tradução livre: "com palavras como sangue e soldado e mãe"); apareceu no LP Prayers on Fire (1981) do Birthday Party.

Lane co-escreveu "Dead Joe" e "Kiss Me Black," do LP Junkyard (1982) do Birthday Party, usando o método do "cadáver requintado" - ela e Cave trocavam turnos de escrita. Lane continuou a contribuir para a música de Cave após a separação do grupo e depois dos dois terminaram o relacionamento em 1983.

+++ LEIA MAIS: Nick Cave não vendeu nem um rolo do papel de parede erótico que criou

Como membro do Bad Seeds, Lane ajudou a escrever a canção característica de Cave, "From Her to Eternity," faixa-título do disco de 1984. Comporam juntos tarde da noite em seu apartamento em Brixton Hill, em Londres.

Lane contribuiu para várias gravações de integrantes do Bad Seeds ao longo dos anos 1980 e, no início dos anos 1990, cantou no disco Tabula Rasa do grupo industrial Einstürzende Neubauten de Blixa Bargeld e no tributo a Serge Gainsbourg, Intoxicated Man, de Mick Harvey. A última contribuição para um álbum do Bad Seeds foi em Murder Ballads (1995).

+++ LEIA MAIS: Nick Cave elogia música escrita por garoto com paralisia cerebral: 'Incrível'

Lane fez a estreia da carreira solo em 1988 com um EP intitulado Dirty Sings, com música tocada por Cave e integrantes do Bad Seeds, incluindo um cover de "Lost in Music" do Sister Sledge. A cantora contou em Bad Seed como se sentiu obrigada a fazer o disco porque estava “desesperadamente infeliz e com vontade de morrer”.

Lançou o primeiro álbum em 1993, Dirty Pearl, produzido por Harvey, quem também tocou quase todos os instrumentos. No início dos anos 90, Lane casou com um homem chamado Johannes Beck, de acordo com Bad Seed. Juntos, tiveram um filho chamado Raffie.

+++ LEIA MAIS: Os melhores guitarristas de todos os tempos, segundo Nick Cave

Harvey, ex-membro da Birthday Party e Bad Seeds e também produtor do trabalho solo de Lane, publicou uma foto dela no Instagram e incluiu 43 emojis de coração, "um para cada ano que te amei." A esposa de Cave, Susie, postou uma homenagem à cantora no Instagram. "Querida Anita, nós te amamos tanto," escreveu com um emoji de coração partido. Então citou a letra da música "Sad Waters." "Dela até a eternidade. Nós amamos você, Anita" escreveu Cave.


+++ FBC E VHOOR | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL


+++SAIBA MAIS: As 6 melhores músicas de Kurt Cobain [LISTA]

No dia 5 de abril de 1994, o lendário e inesquecível vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, se suicidou aos 27 anos com um tiro na cabeça em Seattle, Washington, Estados Unidos. Desde então, deixou saudades eternas.

Marco para o grunge, músico fascinante, artista memorável e um dos principais nomes da música, Kurt Cobain fez história ao longo da carreira, principalmente acompanhado do Nirvana

+++LEIA MAIS: 10 curiosidades sobre Kurt Cobain que você - provavelmente - não sabia [LISTA]

As canções compostas pelo vocalista para o grupo relembram o quão importante e fantástico ele foi para a história da música. Faixas impecáveis como "Come As You Are", "All Apologies" e "Drain You" dificilmente serão esquecidas.

Para relembrar a grandiosidade do lado artístico de Kurt Cobain com o Nirvana, a Rolling Stone EUA listou as 6 melhores músicas da carreira do vocalista com a banda. Confira a lista:

+++LEIA MAIS: Nirvana quase se chamou Skid Row antes de escolher nome oficial; entenda


6 - All Apologies

Uma grande canção da discografia da banda, "All Apologies" apareceu originalmente no disco In Utero (1993). No entanto, a versão mais lembrada, e possivelmente querida pelo público, é a gravação de novembro de 1993 para o MTV Unplugged

+++LEIA MAIS: Como foi a passagem do Nirvana pelo Brasil em 1993: noite com João Gordo e caos no palco; assista ao show completo


5 - Drain You

O Nirvana escreveu muitas das canções do Nevermind (1991) antes de gravar o disco, mas a Rolling Stone EUA lembra que "Drain You" foi composta durante as sessões. Kurt Cobain nunca revelou quem inspirou a canção de amor, porém, foi escrita apenas três meses após ele conhecer Courtney Love.

Com certa frequência, Kurt afirmava ser uma das músicas favoritas dele da discografia da banda, e eles a tocaram basicamente em todos os shows nos últimos três anos de atividade enquanto grupo.

"Penso que há tantas outras canções que escrevi e são tão boas [como 'Smells Like Teen Spirit']. Como 'Drain You'. Eu amo a letra e nunca me canso de tocá-la. Talvez se fosse tão grande quanto 'Teen Spirit', eu não gostaria tanto", contou à Rolling Stone em 1993.

+++LEIA MAIS: O dia em que Kurt Cobain teve overdose de heroína antes de tocar no Saturday Night Live [FLASHBACK]


4 - Come As You Are

Kurt Cobain era um grande fã dos Pixies e nunca escondeu isso. Muitas vezes, o músico  recorria ao método de composição usado pela banda. "Estou ficando tão cansado dessa fórmula. Nós dominamos isso", disse à Rolling Stone em 1993.

Segundo a Rolling Stone EUA, porém, um dos melhores exemplos da fórmula é "Come As You Are", o segundo single de Nevermind(1991). Para a RS EUA, a versão do Unplugged é particularmente poderosa, e o refrão continua assustador.

+++ LEIA MAIS: Fotógrafo encontra imagens inéditas de um dos primeiros shows do Nirvana no Reino Unido


3 - Heart-Shaped Box

Em uma entrevista de 1994 à Rolling Stone,Courtney Love lembrou-se de ter ouvido o processo de composição de "Heart-Shaped Box": "Tínhamos um armário enorme. E eu o ouvi lá trabalhando em 'Heart-Shaped Box'. Ele fez isso em cinco minutos."

Kurt Cobain começou a trabalhar na música no início de 1992, e a canção foi a escolhida como primeiro single de In Utero(1993). A Rolling Stone EUA lembra que o disco foi produzido por Steve Albini, e a gravadora temeu não ser comercial o suficiente, e Scott Litt foi chamado para remixar a faixa. 


2 - Smells Like Teen Spirit

"Smells Like Teen Spirit" foi a canção que trouxe toda a atenção mundial para o Nirvanae deu início a uma nova era da música - e é um dos principais hits da história. "Eu estava tentando escrever uma música pop", disse o vocalista à Rolling Stone em 1993.

"Todo mundo se concentrou tanto nessa música e o motivo pelo qual ela teve uma grande reação é que as pessoas a viram na MTV um milhão de vezes", contou o artista na mesma entrevista.

+++LEIA MAIS: Quantos anos tinha Kurt Cobain quando escreveu 'Smells Like Teen Spirit'?


1 - Lithium

Não, a Rolling Stone EUA não escolheu "Smells Like Teen Spirit" para o primeiro lugar deste ranking. Segundo a revista, o terceiro single de Nevermind(1991) merece a colocação.

"Lithium" é uma música sobre um cara que passa a se dedicar à religião depois da morte da namorada. Isso o acalma, muito parecido com uma dose de lítio real. É uma incrível música e um dos principais destaques na discografia do Nirvana

+++LEIA MAIS: Dave Grohl diz que Kurt Cobain foi 'o maior compositor de sua geração'