Morre Anita Pallenberg, que foi atriz, modelo e ex-parceira de Keith Richards, aos 73 anos

Figura conhecida no mundo artístico, ela atuou em Barbarella e Performance e teve três filhos com o guitarrista dos Rolling Stones

Rolling Stone EUA Publicado em 14/06/2017, às 11h23 - Atualizado às 12h21

Anita Pallenberg

Ver Galeria
(5 imagens)

Anita Pallenberg, a atriz, modelo e ex-parceira dos guitarristas dos Rolling Stones, Keith Richards e Brian Jones, morreu na última terça, 13, aos 73 anos de idade. As informações são do The Hollywood Reporter.

A atriz Stella Schnabel anunciou a morte de Anita no Instagram. A causa da morte não foi divulgada. “Eu nunca conheci uma mulher como você, Anita”, escreveu Schnabel. “Não acho que há alguém neste universo como você. Ninguém nunca me entendeu tão bem. Você me mostrou a vida como crescer e se transformar e existir com tudo isso. Muito obrigado pelas lições mais importantes. Estamos todos cantando por você, como você gostaria.”

Ser modelo e atuar compôs o maior volume da carreira de Anita, ainda que ela também tenha trabalhado como designer e tenha sido uma figura marcante no mundo da pop art durante os anos 1960, aparecendo regularmente na Factory de Andy Warhol. Os mais notáveis papéis dela no cinema incluem o clássico cult de Jane Fonda, Barbarella (1968), e Performance, um crime/drama de 1970 coestrelado por Mick Jagger.

Anita entrou no universo dos Rolling Stones no meio dos anos 1960, quanto ela surgiu sorrateiramente em um show em Munique, na Alemanha. Ela engatou um relacionamento com o então guitarrista, Brian Jones, mas eventualmente o deixou para ficar com Richards. Em sua autobiografia de 2010, Richards disse que Anita foi até ele depois de uma série de incidentes violentos envolvendo Jones, mas ele mesmo foi brutalmente franco sobre os próprios problemas de relacionamento com Anita.

Durante o relacionamento deles, Anita e Richards tiveram três filhos, Marlon, Angela e Tara, que morreu de pneumonia com 10 semanas. Richards e Anita também notavelmente batalharam juntos contra o vício em heroína e, em 1977, enfrentaram um significativo tempo na cadeia depois de terem sido presos por posse de drogas em Toronto, no Canadá.

Até mesmo depois de o relacionamento entre eles acabar, Anita e Richards continuaram próximos. Em entrevista de 2010 à Rolling Stone EUA, Richards relembrou: “Foi difícil. Ao mesmo tempo, há um amor inerente que vai além de todas essas coisas. Dá para dizer: ‘Eu te amo, só não vou viver com você’. E agora nós somos avós orgulhosos, algo que nunca pensamos que viveríamos.”

Anita eventualmente ficou sóbria e, durante o meio dos anos 1990, graduou-se em design de moda em Central Saint Martins, em Londres. Durante o fim dos anos 2000, ela voltou a atuar também, aparecendo em filmes como Mister Lonely (2007) e Chéri (2009), apesar de em entrevistas ela contar de uma vida recreativa de jardinagem e arte, com interesse particular em desenho de botânica.

“Não sou capaz de fazer nada”, disse ela ao Guardian em 2008. “Tenho uma atribuição em Chiswick, este é o terceiro ano, e vou lá duas vezes por semanas pelo menos com outra garota, e é divertido. Planto vegetais – sou vegetariana; tenho morangos, alcachofra, alho-poró, favas. E faço desenhos e aulas de aquarela e agora estou fazendo um curso de desenho de botânica no Physic Garden, que é muito interessante”. Quando perguntada sobre o que os colegas de classe pensavam dela, Anita respondeu: “Eu não ligo! Não consigo nem começar a pensar sobre esse tipo de coisa. E eles são todos melhores em desenho do que eu.”