Morre aos 74 anos a atriz e cantora Rogéria

A artista tinha sido internada com infecção urinária

Redação Publicado em 04/09/2017, às 23h06 - Atualizado às 23h30

Rogéria em Divinas Divas

Ver Galeria
(2 imagens)

Morreu na noite nesta segunda, 4, a atriz, modelo, cantora, maquiadora e vedete Rogéria. Ela já enfrentava problemas de saúde há semanas e voltou a ser internada nesta tarde, no Rio de Janeiro. De acordo com a jornalista Sonia Abrão, que vinha acompanhando o estado de saúde da artista, Rogéria teve uma nova infecção urinária, que piorou a situação dos pulmões e coração dela.

Rogéria foi internada inicialmente em julho, quando sentiu fortes dores nas costas, originados pela infecção urinária. Na ocasião, ela chegou a ficar internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por duas semanas, mas conseguiu ter alta.

Nascida em 25 de maio de 1943 e batizada de Astolfo Barroso Pinto, a artista, que muito jovem começou a atuar como transformista e assumiu a alcunha Rogéria, começou como maquiadora na TV Rio. Ela se considerava transgênero, mas declarou em algumas ocasiões que não desejava fazer cirurgia de mudança de sexo. Autoproclamada “a travesti da família brasileira”, em toda sua carreira a artista sempre foi ativa na luta pelos direitos LGBT.

Ao longo de décadas na TV, ela participou de diversos programas de auditório como jurada e, ainda, atuou em novelas como Tieta, Duas Caras e Babilônia.

Recentemente, Rogéria foi uma das estrelas do documentário de Leandra Leal Divinas Divas, no qual a diretora e atriz contou a história de travestis veteranas do show business brasileiro.