Morre aos 91 anos o cineasta francês Alain Resnais, de Hiroshima Meu Amor

Diretor da Nouvelle Vague deixou quase 50 filmes

Redação Publicado em 02/03/2014, às 12h10 - Atualizado às 12h27

Alain Resnais
Luca Bruno/AP

Morreu no último sábado, 1º, aos 91 anos, o cineasta francês Alain Resnais. Ele morreu em Paris, cercado pela família, de acordo com o produtor, Jean-Louis Livi, amigo pessoal do diretor. As informações são do site da revista Variety.

Integrante da escola francesa da Nouvelle Vague, Resnais ficou mais conhecido por filmes como Hiroshima, Meu Amor, de 1959, obra baseada em um livro da escritora Marguerite Duras; O Ano Passado em Marienbad; A Guerra Acabou; Ervas Daninhas e o documentário de 1955 que o levou ao estrelato, Noite e Neblina, sobre os campos de concentração nazistas na Segunda Guerra Mundial.

Resnais ainda trabalhava. Ele apresentou seu último filme, Amar, Beber e Cantar, na edição de 2014 do Festival de Berlim, tendo obtido o Prêmio Alfred Bauer, além de um prêmio da crítica internacional.

Ao longo da carreira, ele fez quase 50 filmes e ganhou, entre outros, cinco prêmios César, dois Ursos de Prata em Berlim, três prêmios no Festival de Veneza, um BAFTA e um prêmio especial do júri em Cannes.