Morre Chris Stamp, ex-empresário do The Who, aos 70 anos

Com o seu selo Track Records, Stamp foi responsável por lançar “Purple Haze”, do Jimi Hendrix Experience

Miriam Coleman Publicado em 26/11/2012, às 10h59 - Atualizado às 21h32

The Who - Magic Bus
Reprodução

Chris Stamp, antigo coempresário do The Who e fundador do selo Track Records, morreu neste sábado, 24, aos 70 anos, informou a Billboard norte-americana.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Nascido em East End, em Londres, Stamp conheceu o The Who em 1963 enquanto trabalhava como sócio de Kit Lambert em um documentário sobre a cena de rock britânica. Stamp e Lambert se tornaram amigos da banda e logo assumiram o papel de empresários do grupo.

Em 1967, a dupla lançou a Track Records com o single “Purple Haze”, de Are You Experienced?, do Jimi Hendrix Experience. Stamp trabalhou na produção do disco do Who de 1968, Magic Bus (foto ao lado), além assinar como produtor executivo nos álbuns Tommy, Who’s Next, Quadrophenia e na trilha sonora do filme Tommy.

Depois da separação do Who durante meados dos anos 70, Stamp e Lambert levaram a Track Records para Nova York, onde eles produziram álbuns para Labelle, um grupo de soul.

Stamp se afastou do mundo do rock depois que se internou em uma clínica de reabilitação em 1987. Tornou-se, posteriormente, terapeuta especializado em psicodrama e aconselhamento contra o vício. Ele morreu de câncer no hospital Mount Sinai, em Nova York.

Em um show em Detroit, no sábado, 24, Roger Daltrey, vocalista do Who, fez um tributo a Stamp dizendo que “sem ele, nós não seríamos a banda que nos tornamos”.