Morre Cleotha Staples, das Staples Singers

Irmã de Mavis Staples tinha 78 anos e sofria de mal de Alzheimer

Rolling Stone EUA Publicado em 23/02/2013, às 12h57 - Atualizado às 13h09

The Staples Singers
Reprodução

Cleotha Staples (na foto, à esquerda), uma das fundadoras do famoso grupo de soul The Staple Singers, morreu aos 78 anos na última quarta, 20, depois de uma longa batalha contra o mal de Alzheimer. A informação foi confirmada à Rolling Stone pelo assessor da irmã dela, a também cantora Mavis Staples.

A artista sofreu com a doença por 12 anos, e recentemente estava recebendo tratamento em casa, 24 horas por dia. Mavis Staples contou ao Chicago Tribune que o cuidador de Cleotha, que há anos trabalhava com ela, estava ao seu lado no momento da morte, em Chicago.

Cuidando das partes mais agudas das conhecidas harmonias vocais das Staple Singers, Cleotha teve papel crucial no sucesso do grupo em hits como "I'll Take You There", "Respect Yourself" e "Uncloudy Day".

Cleotha, a filha mais velha de Roebuck "Pops" e Osceola Staples, começou a aprender a cantar no final dos anos 40 quando Pops ensinou a ela e as irmãs – Mavis, Pervis e Yvonne – as músicas que ele costumava cantar quando criança com sua família em uma fazenda do Mississippi. Logo as Staple Singers estariam cantando em igrejas, e em 1953 elas já se apresentavam fora de Chicago.

O grupo conseguiu o primeiro hit gospel em nível nacional, “Uncloudy Day”, em 1957, e continuou a fazer sucesso nos anos 60 e no início dos 70 com músicas produzidas por Al Bell, da Stax Records.

“Eu credito à guitarra do papai e à voz de Cleedy o fato de o nosso som ser tão diferente”, disse Mavis Staples, se referindo à irmã pelo apelido. “O tom alto dela... Muitas cantoras tentariam soar como ela. A backing vocal de Gladys Knight, William [<>Guest] disseram para Cleedy: ‘Estou tentando soar como você’. A voz dela apenas tocava no seu ouvido. Não era áspera nem batia forte, era calma. Ela nos deu aquele som country. O modo como cantávamos era o modo como papai e os irmãos e irmãs dele cantavam lá no Mississippi.”