Morre Dave Rosser, que foi guitarrista do Afghan Whigs

O músico, que estava com 50 anos de idade, não resistiu a um câncer de intestino

Redação/Rolling Stone EUA Publicado em 28/06/2017, às 13h50 - Atualizado às 15h00

Dave Rosser, ex-guitarrista do Afghan Whigs
Reprodução/Facebook

Dave Rosser, ex-guitarrista do Afghan Whigs, morreu na última terça-feira, 27. A morte do músico, que tinha 50 anos, foi causada por um câncer de intestino inoperável.

“É com grande tristeza que nos despedimos do nosso amigo, irmão e fonte de inspiração”, escreveu a banda em uma publicação no Facebook desta quarta, 28. “Dave Rosser morreu em paz, cercado de amor. Obrigada a todos que o mantiveram em seus corações. Ele estará para sempre nos nossos.”

Em outubro, o Afghan Whigs anunciou que Rosser lutava contra um câncer de intestino. Dois meses depois, a banda iniciou uma série de shows beneficentes para arrecadar fundos para as despesas médicas do guitarrista.

O músico e produtor Rick G. Nelson também lamentou a notícia no Facebook, assim como Jeff Klein, vocalista do My Jerusalem, pela página oficial da banda. “Não existem palavras para expressar o quanto eu te amo, David Rosser. Tive o prazer de tocar com você em diversas bandas, e comecei o My Jerusalem por você ter me encorajado a fazer isso.” Veja a publicação abaixo.

Carreira

Rosser passou a fazer parte do Afghan Whigs em 2014, quando o grupo reuniu uma nova formação para Do to the Beast, primeiro disco da banda em 16 anos. Antes, o músico tocava nos projetos paralelos do vocalista Greg Dulli, o duo The Gutter Twins e a banda Twilight Singers.

Rosser também trabalhou como compositor e guitarrista em álbuns de Ani DiFranco, Joseph Arthur e Tim Heidecker.