Morre Don Kirshner

O empresário, produtor e compositor que, entre outras coisas, foi um dos responsáveis pelo sucesso do Monkees, tinha 76 anos e teve insuficiência cardíaca

Da redação Publicado em 18/01/2011, às 18h02

Don Kirshner, produtor, empresário e compositor, morreu aos 76 anos
AP

Morreu na última segunda, 17, em Boca Raton, na Flórida, o compositor, empresário e produtor Don Kirshner, aos 76 anos. Don foi uma das pessoas mais importantes nos bastidores da música entre as décadas de 50 e 80, época em que esteve por trás de diversos sucessos de pop/rock que são conhecidos até hoje. Sua habilidade para reconhecer hits lhe rendeu o apelido de "o homem com o ouvido de ouro".

Ele começou na música em meados dos anos 50 como compositor de jingles, antes de abrir a empresa Aldon Music, ao lado de Al Nevins. A partir daí, ficou famoso como empresário ao instituir um sistema de linha de produção de fábrica com seus compositores para gerar hits. Concentrava os artistas no famoso Brill Building, em Nova York, onde cada um ficava sentado em seu cubículo compondo por horas a fio. Como incentivo, propiciava um clima competitivo no ambiente para gerar melhores resultados.

Junto a esse time (do qual faziam parte Carole King, Neil Sedaka, Burt Bacharach e muitos outros) foi responsável por elaborar os sucessos do grupo "pré-fabricado" The Monkees, criado para ser uma espécie de Beatles dos Estados Unidos e que tocou bastante nas rádios com as canções "I'm a Believer", "(I'm Not Your) Steppin' Stone", "Daydream Believer", "Last Train to Clarksville" e "Pleasant Valley Sunday".

Como apresentador de TV, Don levou às telinhas, ao vivo, nomes como Bruce Springsteen, Pink Floyd, David Bowie, Kiss e Ramones no seu Don Kirshner's Rock Concert, que foi ao ar entre 1973 e 1982.