Morre Eydie Gorme, famosa pela canção “Blame it on the Bossa Nova”

A cantora, que estava com 84 anos, ficou conhecida por sua parceria com o marido Steve Lawrence e por ter participado dos primórdios do Tonight Show

Rolling Stone EUA Publicado em 12/08/2013, às 09h40 - Atualizado às 13h14

Eydie Gorme
AP

Morreu aos 84 anos a estrela da televisão e de casas noturnas Eydie Gorme, mais famosa por seu hit de 1963 "Blame it on the Bossa Nova". Ela morreu no último sábado, 10, no Sunrise Hospital, em Las Vegas, de acordo com a agência The Associated Press.

Gorme começou a carreira cantando com big bands lideradas por gente como Tommy Tucker, Tex Beneke e Ray Eberle, no fim da década de 40. Em 1953, ela entrou para o elenco de um programa de TV local de Nova York apresentado por Steve Allen, no qual cantava solos e fazia duetos e esquetes de comédia com outro jovem cantor, chamado Steve Lawrence. Um ano mais tarde, esse programa local se tornou o famoso Tonight Show, da NBC, do qual Eydie participou por cinco anos. Ela e Lawrence acabaram se casando e, por uma temporada, em 1958, o casal teve um programa de TV próprio, o The Steve Lawrence and Eydie Gorme Show.

Após construírem uma carreira de sucesso no circuito de casas noturnas, Eydie e Lawrence ganharam um Grammy na categoria Melhor Grupo Pop Vocal pela performance no dueto "We Got Us", de 1960. Três anos mais tarde, ela gravou sua música mais conhecida, "Blame It on the Bossa Nova", faixa composta por gente importante do Brill Building: Barry Mann e Cynthia Weil. A canção fez com que Eydie Gorme ganhasse mais uma indicação ao Grammy e chegou ao número 7 na parada Billboard Hot 100.

No ano seguinte, ela gravou o bolero em espanhol "Amor" com o grupo romântico mexicano Trio Los Panchos. Eydie, que cresceu falando espanhol e chegou a trabalhar como tradutora da ONU, logo ganhou muitos fãs na América Latina.

Eydie e Lawrence continuaram se apresentando juntos até a aposentadoria dela, em 2009, tendo gravado mais de 90 discos, focando majoritariamente em canções clássicas. Eles saíram da fórmula um pouquinho, contudo: o suficiente para gravar uma cover do Soundgarden, "Black Hole Sun", para a compilação de 1997 Lounge-A-Palooza.