Morre Fidel Castro

O ex-presidente cubano tinha 90 anos

Redação Publicado em 26/11/2016, às 10h03 - Atualizado às 10h19

Fidel Castro em imagem de 1959
AP

Fidel Castro, ex-presidente de Cuba, morreu na noite da última sexta, 25, em Havana. Ele tinha 90 anos.

A informação foi dada em um pronunciamento na televisão estatal cubana pelo irmão dele, Raúl Castro, que desde 2006 lidera a ilha caribenha. "Com profunda dor compareço para informar ao nosso povo, aos amigos da nossa América e do mundo que hoje, o 25 de novembro de 2016, às 22h29, faleceu o comandante da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruiz", disse no comunicado.

Ele ainda revelou que, de acordo com a vontade do irmão Fidel, os restos mortais dele serão cremados e as cinzas serão enterradas no domingo, 4 de dezembro, na cidade de Santigado de Cuba, após percorrerem a ilha cubana em uma expedição de quatro dias. Foi decretado luto oficial de nove dias pela morte do influente ex-líder político.

Afastado da mídia ao longo da última década, Fidel fez a última aparição pública no dia 13 de agosto, durante a celebração do aniversário de 90 anos dele. No evento, que reuniu mais de 100 mil pessoas, ele foi acompanhado pelo irmão Raúl e pelo presidente da Venezuela Nicolás Maduro.

Durante o XVII Congresso do Partido Comunista de Cuba, que foi realizado em abril deste ano, ele realizou um discurso em que além de reafirmar a força dos ideais comunistas, antecipava a própria despedida.

"A hora de todo mundo vai chegar, mas ficarão as ideias dos comunistas cubanos, como prova de que neste planeta se trabalha com fervor e dignidade, é possível produzir os bens materiais e culturais que os seres humanos necessitam, e devemos lutar sem descanso para isso", disse na ocasião.

Desde que se afastou do poder por questões de saúde, em julho de 2006, o ex-líder cubano se dedicou à escrita de artigos e livros sobre a luta dele na Sierra Maestra.