Morre Florian Schneider, fundador do Kraftwerk e pioneiro da música eletrônica, aos 73 anos

Segundo o amigo e companheiro do grupo, Ralf Hütter, o multi-instrumentista lutava contra um câncer

Redação Publicado em 06/05/2020, às 13h18

None
Kraftwerk (Foto: Divulgação)

Florian Schneider, da icônica banda eletrônica alemã Kraftwerk, morreu aos 73 anos. A informação foi confirmada pela Billboard

Segundo a publicação, o co-fundador do Kraftwerk, Ralf Hütter confirma "as notícias muito tristes de que o amigo e companheiro, durante décadas, Florian Schneider morreu após uma luta contra o câncer alguns dias depois do 73º aniversário". 

+++ LEIA MAIS: Ícone da música eletrônica mundial, Armin van Buuren valoriza estilo no Brasil: "Definitivamente vivo e pulsante" [ENTREVISTA]

Schneider formou o grupo ao lado de Ralf Hütter nos anos 1970. Kraftwerk, pelo uso de instrumentos eletrônicos com dispositivos caseiros personalizados, recebeu o posto da banda pioneira da música eletrônica e foi responsável por influenciar vários gêneros como o hip-hop e o synthpop. 

Os discos Autobahn, de 1974, Trans Europe Express, de 1977, e The Man Machine, de 1978, foram responsáveis pelo feito. 

O músico era multi-instrumentista, tocava sintetizadores, flauta, sax, percussão, guitarra, violino, bateria, e claro, fazia os vocais da banda. Após quatro décadas, Schneider saiu do grupo e realizou o último show com a banda em 2006 na Espanha. 

+++ LEIA MAIS: As 100 músicas que definiram a década de 2010, segundo a Billboard

Nomeada seis vezes ao Rock and Roll Hall of Fame, a banda eletrônica, no entanto, nunca foi incluída. Antes da morte, Kraftwerk havia anunciado uma turnê de verão na América do Note para celebrar as cinco décadas de grupo. Os shows, porém, foram cancelados devido à pandemia do novo coronavírus

 


+++ MINHA PLAYLIST.... FRANCISCO, EL HOMBRE | ROLLING STONE BRASIL