Morre Frankie Knuckles, o “padrinho da house music”, aos 59 anos

Considerado um dos precursores do subgênero da música eletrônica, o DJ e produtor sofria com problemas de saúde desde 2000

Redação Publicado em 01/04/2014, às 09h49 - Atualizado às 19h23

Frankie Knuckles
Reprodução / Facebook

Frankie Knuckles, grande nome da vanguarda musical que seria conhecida, anos depois, como house music, morreu em Chicago, cidade onde morava, nesta segunda-feira, 31. A causa da morte do DJ e produtor, aos 59 anos, não foi divulgada pela NBC Chicago.

Artistas e personalidades que perdemos em 2013.

Knuckles passou a ser considerado o “padrinho da house music” ao produzir músicas em um período pós-disco music. A visão vanguardista e a leitura que o músico tinha das trilhas colocadas para tocar na pista de dança deram origem ao subgênero que hoje é conhecido como house music.

A saúde do DJ e produtor estava debilitada desde 2000, ano em que ele sofreu um acidente de carro e precisou ter um dos pés amputado. Depois disso, ele desenvolveu uma diabetes que o acompanhou até o fim da vida.

Apesar de ter nascido na cidade de Nova York, em 1955, e lá ter dado os primeiros passos como disc jockey, a ascensão se deu após a mudança para Chicago, no fim da década de 1970. Na cidade, criou uma grande reputação para si quando passou a exibir suas batidas na casa noturna Ware House, recém-aberta, e considerada o local de nascimento da house music moderna.

Em 1997, Knuckles ganhou o Grammy de Melhor Criador de Remixes do Ano.