Morre "Garganta Profunda"

Informante que entregou o caso Watergate aos jornalistas do Washington Post nos anos 70 sofreu falha cardíaca nesta sexta

Da redação Publicado em 19/12/2008, às 15h34

Morreu nesta sexta-feira, 19, W. Mark Felt, agente do FBI que serviu de informante aos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein no escândalo do caso Watergate, quando integrantes do Partido Republicano, sob o comando do então presidente norte-americano Richard Nixon, invadiram o escritório do Partido Democrata em busca de informações. Ele tinha 95 anos.

Watergate aconteceu em meados dos anos 70, mas a identidade de Felt ficou em sigilo até 2005, quando um jornalista da Vanity Fair desvendou o caso. Por mais de trinta anos, o agente do FBI ganhou um dos mais famigerados apelidos públicos da história, Garganta Profunda, também o nome de um clássico dos filmes pornôs.

De acordo com outro agente do FBI e amigo da família de Felt, o informante morreu devido a uma falha cardíaca, que acarretou em uma parada completa do órgão. Felt deixou no mundo dois filhos e quatro netos. Sua esposa, Aubrey Felt, havia falecido em 1984.