Morre Gerson King Combo, ícone e pioneiro da soul music brasileira

O músico morreu aos 76 anos na noite da última terça-feira, 22

Redação Publicado em 23/09/2020, às 12h31

None
Gerson King Combo (Foto: Reprodução / Facebook)

Gerson King Combo, ícone e pioneiro da soul music brasileira, morreu aos 76 anos na noite da última terça-feira, 22.

Semana passada, o artista passou mal e precisou cancelar uma apresentação no Caxias Music Festival. Porém, a equipe do músico divulgou que ele tinha sido liberado pelos médicos na última segunda-feira, 21. 

Segundo informações do G1, Gerson morreu no Posto de Assistência Médica de Irajá, no Rio de Janeiro, "em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após súbita internação".

+++ LEIA MAIS: James Brown teria demitido Kanye West 12 vezes, diz ícone do soul Bettye LaVette

A morte do músico foi confirmada em uma postagem na página oficial do artista no Facebook.

“Comunicamos, com muito pesar, que o nosso amado Gerson King Combo, o Rei do Soul Brasileiro, faleceu na noite desta quarta-feira (22/09), em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após súbita internação. Que Deus o tenha e console o coração da família, amigos e fãs.”

Gerson completaria 77 anos de idade no mês de novembro. Nenhuma informação sobre o velório ou o enterro do músico foi revelada. 

Conhecido como  James Brown brasileiro, Gerson King Combo começou a trajetória no mundo da música como dublador do Little Richard nas rádios. De acordo com O Globo, o músico também se envolveu com o paraquedismo, futebol e até mesmo perseguições política. 

+++ LEIA MAIS: Entrevista com CeeLo Green, do novo disco ao soul e gospel: 'Quero ser completo, conhecido por quem realmente sou' [EXCLUSIVA]

No final dos anos 1970, ele gravou dois LPs homônimos. Segundo o informações do O Globo, repercutidas pelo Yahoo Notícias, Gerson chegou a andar cercado com seis seguranças e teve um funcionário exclusivo para colocar e tirar a capa dele dos ombros. 

Já na década de 1980, ele ganhou fama com o hit “Mandamentos black”, que chegou a fazer parte de trilhas sonoras de produções brasileiras e norte-americanas. Entre os outros sucessos do “Rei do soul brasileiro” estão "God Save the King" e "Funk Brother Soul".

Gerson acabou se afastando dos holofotes por alguns anos e retornou para a indústria da música com a ajuda do DJ Zé Octávio. Em 2001, ele gravou Mensageiro da Paz, o primeiro disco em 23 anos.

+++ LEIA MAIS: Assim Tocam os Tambores de Marcelo D2

No final de 2019, o músico lançou o single “Uma Chance ao vivo”, do disco Gerson King Combo 70 anos, que reúne gravações realizadas no Teatro Rival, no Rio de Janeiro, ao lado da banda SuperGroove em comemoração ao aniversário de 70 anos do músico, em 2013.

Por fim, em 2020, o artista participou do reality show Big Brother Brasil e fez uma performance especial para o integrante Babu Santana, fã da estrela da soul music. 

A trajetória do músico ainda será tema do Gerson King Combo – O filme, programado para ser lançado em 2021. Dirigido por Belisario Franca e David Obadia, o longa-metragem contará com a participação de Alcione, Marcelo D2, Leci Brandão, Paula Lima, Simoninha e Fernanda Abreu


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE