Morre Joe Simon, o criador do Capitão América

Ao lado de Jack Kirby, roteirista criou o super herói da Marvel Comics em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial

Redação Publicado em 15/12/2011, às 19h01 - Atualizado em 16/12/2011, às 11h25

Capitão América #1
Reprodução

Morreu na última quarta, 14, o roteirista Joe Simon, criador do Capitão América, super herói da Marvel Comics concebido em parceria com o desenhista Jack Kirby. Simon tinha 98 anos e a causa de sua morte não foi divulgada. A informação é do site Comics Beat.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A parceria com Jack Kirby teve início de maneira inusitada, conforme relatou Simon em 1998, durante uma Comic-Con. "Eu tinha um terno e Jack achou muito bonito", conta. "Ele nunca havia visto um artista de HQs com um terno antes. Eu tinha um pequeno escritório em Nova York a cerca de dez quadras da DC [Comics]. Então, obviamente, eu amei o trabalho de Jack e a primeira vez que vi não podia acreditar. Ele perguntou se poderíamos fazer algum trabalho de freelance juntos. Eu fiquei encantado com a ideia e o levei ao meu escritório."

Ao contrário de outros heróis da época, o Capitão América foi criado especificamente para combater os vilões da Segunda Guerra Mundial (a foto acima, da primeira edição da HQ, mostra o herói atacando Adolf Hitler). Entretanto, a parceria Kirby/Simon passou por outros gêneros, criando personagens na DC Comics, Archie Comics e outras publicações.

Na década de 70, eles desfizeram momentaneamente a parceria e Simon criou a Sick, revista de humor que concorria diretamente com a Mad. Ele processou a Marvel Comics em algumas ocasiões, exigindo direitos sobre o Capitão América. Em 2003, as duas partes chegaram a um acordo e neste ano foi lançado o filme do herói, estrelado por Chris Evans.

A morte de Simon aconteceu pouco tempo após a de Jerry Robinson, desenhista conhecido como um dos ilustradores da "era de ouro" da DC Comics e criador do vilão Coringa, inimigo do Batman nas HQs.