Morre Jon McIntire, ex-empresário do Grateful Dead

Um dos responsáveis pela criação da comunidade dos Deadheads, McIntire tinha 70 anos

Rolling Stone EUA Publicado em 23/02/2012, às 12h10 - Atualizado às 12h20

O Grateful Dead, em 1971: banda sai em turnê em 2009, sem o guitarrista Jerry Garcia (primeiro da esquerda para a direita), morto em 1995
Reprodução/Site oficial

Jon McIntire, que empresariou o Grateful Dead (foto) no início dos anos 70 e ajudou a criar a comunidade dos Deadheads, morreu no último dia 15, devido a complicações de um câncer de pulmão. Ele morava em Stinson Beach, na Califórnia, e tinha 70 anos.

Foi McIntire quem teve a ideia de inserir um folder nas cópias do disco de 1971 da banda, homônimo e ao vivo (também conhecido como Skull and Roses), convidando os fãs a se cadastrarem. Eles viriam a formar um grupo de seguidores fiéis, que tratavam a banda quase como uma religião.

Trabalhando antes como analista de sistemas de uma empresa de seguros, McIntire empresariou o Grateful Dead entre 1970 e 1974, período em que a banda lançou alguns de seus mais importantes discos, entre eles Workingman's Dead e American Beauty. Depois de trabalhar com a carreira solo de Bob Weir (membro fundador do Grateful Dead) durante uma década, McIntire voltou ao posto de empresário da banda entre 1984 e 1990.

De acordo com Dennis McNally, ex-assessor do grupo, Jerry Garcia e Robert Hunter escreveram a música "Uncle John's Band" para Jon McIntire. “Ele foi empresário durante um período crítico para a banda”, contou McNally ao jornal San Francisco Chronicle. “Ele percebeu que não era apenas um trabalho, que estávamos em uma missão.”