Morre Lula Côrtes

O músico pernambucano estava com 61 anos e sofria de câncer na garganta

Da redação Publicado em 28/03/2011, às 12h25

A contracapa de Paêbirú: o cantor e compositor Lula Côrtes, que gravou o trabalho ao lado de Zé Ramalho, morreu aos 61 anos
Fred Mesel

Morreu no último sábado, 26, o cantor, compositor e poeta pernambucano Lula Côrtes. Um dos primeiros artistas a misturar ritmos regionais nordestinos com rock, Lula, que estava com 61 anos, sofria de câncer de garganta, segundo informou o site do jornal Diario de Pernambuco. A nota revela que ele estava na praia de Maracaípe quando passou mal e foi levado para Hospital Barão de Lucena, mas morreu a caminho de lá.

O artista, que atuava também co0mo assessor cultural da Prefeitura de Jaboatão, nasceu Luiz Augusto Martins Côrtes. Seu primeiro disco lançado, Satwa, chegou ao mercado em 1973 e foi feito em parceria com o violonista Lailson de Holanda.

Em 1975, lançou ao lado de Zé Ramalho o LP de viagens sonoras Paêbirú, que se tornou artigo de luxo, já que quase todas as suas cópias e a fita master contendo o trabalho foram destruídas em uma enchente trágica que assolou o Recife naquele ano. Sendo assim, tornou-se o vinil mais caro do Brasil, chegando a custar R$ 4 mil, em casos de cópias originais conservadas.

Para fazer o álbum psicodélico, considerado um dos primeiros do país, a dupla foi inspirada pela Pedra do Ingá, um dos picos arqueológicos do Brasil, localizado na Paraíba. O disco, que também traz participações de Alceu Valença e Geraldo Azevedo, foi relançado pelo selo inglês Mr Bongo, em 2008.

A história de Paêbirú foi tema de uma matéria publicada na edição 24 da Rolling Stone Brasil. Clique aqui para ler.

Nos últimos anos, Lula Côrtes investiu também na carreira de pintor, retratando a vida na cidade de Jaboatão em aquarela. Inclusive, em setembro no ano passado, teve início a exposição Fragmentos, com 35 de suas obras.