Morre Marisa Alvarez Lima, fotógrafa da Tropicália

Artista que registrou o movimento contracultural brasileiro tinha 87 anos; ela enfrentava um câncer intestinal

Redação Publicado em 16/03/2022, às 17h59

Marisa Alvarez Lima foi figura importante para o registro da Tropicália brasileira
Reprodução/Marisa Alvarez Lima

Morreu, nesta quarta-feira (16), a fotógrafa Marisa Alvarez Lima. A informação é do jornalista Ancelmo Gois (via O Globo), que confirmou a informação com Bruno, filho da artista.

Maria Bethânia, Wally Salomão, Carlos Pietro e Caetano Veloso em fotos de Marisa Alvarez Lima
Maria Bethânia, Wally Salomão, Carlos Pietro e Caetano Veloso em fotos de Marisa Alvarez Lima

 

Marisa foi uma importante figura na Tropicália brasileira, tendo feito registros de nomes como Gal Costa, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Ney Matogrosso e Waly Salomão. Sua carreira começou na revista O Cruzeiro e suas fotos mais icônicas aparecem no livro Marginália: Arte e Cultura na Idade da Pedrada (Salamandra, 1996).

O livro Marginália: Arte e Cultura na Idade da Pedrada (Salamandra, 1996)
O livro Marginália: Arte e Cultura na Idade da Pedrada (Salamandra, 1996) (Reprodução)

 

Gal Costa, por Marisa Alvarez Lima
Gal Costa, por Marisa Alvarez Lima (Reprodução)

 

Segundo apura Ancelmo, Marisa sofria de câncer intestinal e, nos últimos dias, pediu para ser levada para casa, onde faleceu. Ela tinha 87 anos.